Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/01/2009 - Público.pt - Última Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Desmantelada rede envolvida em "casamentos brancos" para legalização de imigrantes

Por: António Arnaldo Mesquita


A Unidade Nacional Contra-Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária desencadeou hoje de madrugada uma operação nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto visando desmantelar uma rede envolvida na legalização de imigrantes, através da falsificação de documentos, tendo já detido dez pessoas.

A acção ainda não está terminada e entre os alvos dos mandados de detenção emitidos por Helena Fazenda, magistrada do Departamento Central de Investigação e de Acção Penal (DCIAP), figuram uma conservadora do registo civil, um funcionário da segurança social, quatros portugueses e três paquistaneses.

Associação criminosa para auxílio à imigração ilegal é a principal acusação imputada aos arguidos que deverão ser interrogados, durante o fim de semana, pelo juiz Carlos Alexandre, titular do Tribunal Central de Instrução Criminal, que determinou a realização de inúmeras buscas.

As primeiras detenções registaram-se cerca das duas horas da madrugada de hoje e os detidos na zona do Porto estão a ser conduzidos para Lisboa, juntamente com a documentação apreendida nas buscas domiciliárias aos suspeitos.

A rede estaria associada à realização dos chamados casamentos brancos entre imigrantes de origem paquistanesa e mulheres portuguesas, para facilitar a respectiva legalização no Espaço Scheghen. O "casamentos branco" é um expediente que agiliza o acesso do "marido" extra-comunitário a um passaporte português e livre circulação no interior da União Europeia e noutros espaços onde é dispensado o visto a cidadãos comunitários.

A conservadora hoje detida será suspeita de cumplicidade na realização deste tipo de contratos. Um funcionário da segurança social foi também detido por alegada conivência na emissão de documentos para sustentar a exibição de contratos de trabalho falsos, que seriam feitos com empresas fictícias criadas para o efeito por alguns dos arguidos detidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 177 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal