Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/01/2009 - Yahoo Notícias / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Índia: Satyam avalia estrago; Price diz que auditoria seguiu padrão


Diretores da indiana Satyam Computer Services trabalham para avaliar o estado financeiro da companhia e assegurar a continuidade das operações depois que seu fundador e presidente admitiu fraudes contábeis praticadas por vários anos.

A PriceWaterhouseCoopers, empresa responsável pela auditoria dos balanços da Satyam, disse em um comunicado que as auditorias foram realizadas de acordo com os padrões e que irá cooperar com as autoridades indianas na investigação das irregularidades.

Ram Mynampati, executivo-chefe interino da empresa, quarta maior no segmento de softwares da Índia, disse que a tarefa tem sido dificultada pela ausência do diretor financeiro Srinivas Vadlamani, que renunciou após a revelação do fiasco e não apareceu nos escritórios da empresa desde então.

"Nosso principal objetivo é assegurar a continuidade dos negócios e que os problemas sejam minimizados e neutralizados", disse Mynampati a jornalistas na cidade de Hyderabad, sede da Satyam. Ele deve ser confirmado o executivo-chefe da empresa na reunião do conselho que será realizada no sábado.

A Satyam tem uma posição saudável de recebíveis, mas necessitará de caixa adicional para honrar pagamentos que vencem ainda neste mês, de acordo com Mynampati. Ele não revelou, contudo, quanto dinheiro a empresa precisa.

Na quarta-feira, as ações da Satyam Computer Services desabaram 78% na Bolsa de Bombaim após B. Ramalinga Raju admitir que fraudes contábeis foram praticadas pela empresa durante vários anos. O caso foi comparado ao escândalo da Enron, americana do setor de energia que faliu em 2001. Raju renunciou. No balanço do trimestre encerrado em 30 de setembro a Satyam trazia um caixa fictício de 50,4 bilhões de rupias (US$ 1,04 bilhão). As informações são da Dow Jones.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 184 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal