Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/01/2009 - Diário do Aço Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia apreende dinheiro falso em quarto de hotel


IPATINGA – Policiais do Serviço de Inteligência da 82ª Companhia da PM fizeram uma grande apreensão de dinheiro falso na manhã desta quinta-feira. As cédulas falsas, totalizando R$ 1,6 mil, estavam no quarto de um hotel no centro de Ipatinga, onde estava hospedado o lavrador Nilton César Rodrigues, 35, que estaria se passando por advogado e acabou sendo preso já na parte da tarde.

Uma equipe da PM, formada pelos cabos Antônio Marcos e Maquisael e pelo soldado Douglas, estava monitorando Nilton havia alguns dias. “Ele estaria na região para fazer uma derrama de notas falsificadas. Na manhã de hoje (ontem), encontramos no hotel R$ 1.655 em notas falsas, grande parte em cédulas de R$ 10”, contou o soldado Douglas ao DIÁRIO DO AÇO.

O militar informou que o Serviço de Inteligência vinha recebendo denúncias de estelionatários que estariam agindo na região, o que levou à mobilização de uma força-tarefa para investigar o caso. Além das cédulas falsas, foi apreendido com o acusado um carimbo, em nome do promotor Caius Vinícius Gonzaga Goulart, que seria utilizado na aplicação de golpes.

Outra pessoa

Algumas horas depois de encontrar o dinheiro falso, a PM conseguiu localizar Nilton César, que acabou revelando toda a situação.

Ele alega que o dinheiro falso seria de uma outra pessoa. “Há um mês eu fui preso em companhia dessa pessoa, e ela me pediu para pegar o dinheiro na sua casa, para me desfazer do material. Não tive a intenção de repassar as cédulas, não pensei em fazer isso”, jurou.
Nilton confirmou apenas que estava se passando por promotor de Justiça, mas garantiu que era apenas para impressionar uma ex-namorada. “Eu tinha feito um processo, como se eu fosse advogado, para mostrar a ela que não era ‘pouca coisa’”, contou o lavrador, natural de São Gonçalo do Abaeté (MG).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 586 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal