Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

08/01/2009 - Jornal Luzilândia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

ALARMANTE: Juíza do Piaui decreta prisão preventiva de falso médico


Por uma coincidência, o prefeito recém-empossado de Miguel Alves, a 150 km de Teresina, Oliveira Júnior (foto), acabou descobrindo na cidade um falso médico que já trabalhava para a prefeitura há vários meses. Trata-se de Flávio Fialho, natural do Pará e que se dizia formado em medicina por uma faculdade de Goías.

Após tomar posse na Prefeitura de Miguel Alves, o prefeito Oliveira Júnior demonstrou interesse em reativar o centro cirúrgico do hospital local, fechado há muito tempo. Sabendo da intenção do prefeito, o falso médico se ofereceu para realizar cirurgias, chegando a dizer para o prefeito que somente não realizava procedimentos cirúrgicos de cabeça e do coração.

Convidado para fazer o cadastro na nova Administração, foi-lhe exigido a apresentação da carteira de médico. Flávio Fialho disse que tinha deixado o documento na cidade de Parnaíba, aonde também tinha um contrato de trabalho. O prefeito, então, resolveu fazer uma investigação sobre as especialidades do falso médico. E acabou descobrindo junto ao Conselho Regional de Medicina que Flávio Fialho não tinha sequer CRM, ou seja, registro como médico no referido Conselho e em qualquer outro do país.

O caso foi levado ao conhecimento da juíza local, Dra. Maria das Neves Ramalho, que de imediato decretou a prisão preventiva do falso médico. Sabendo da decisão da juíza, Flávio Fialho fugiu da cidade e no momento é procurado pela polícia do Piaui.

Segundo a denúncia, além de consultar toda a população durante vários meses, o falso médico concedeu muitos atestados de óbitos e assinou vários laudos cadavéricos no município.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 272 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal