Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/01/2009 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Destruir HD é única forma de evitar roubo de dados, diz estudo

Publicação britânica alerta que dados pessoais 'apagados' não desaparecem do disco rígido.

Um estudo realizado por uma revista especializada britânica concluiu que a única forma de evitar que dados sejam roubados de um computador velho é destruindo fisicamente o seu disco rígido.

Para verificar como é fácil recuperar informações pessoais de computadores velhos, a revista comprou oito discos rígidos oferecidos no website de leilões eBay, e descobriu que eles ainda continham informações confidenciais de seus proprietários originais.

Usando um software baixado de graça da internet, os pesquisadores da revista Which? Computing conseguiram recuperar 22 mil arquivos apagados, que incluíam imagens, música e spreadsheets.

A revista, decidiu realizar a investigação depois de saber que ladrões especializados em dados pessoais estão rastreando locais onde se joga computadores fora e sites de leilão da internet.

Os potenciais fraudadores pagam especialistas em software para recuperar essas informações, e com elas obter cartões de crédito, pedir uma nova linha telefônica ou até uma cópia da certidão de nascimento da vítima.

A editora de Which? Computing, Sarah Kidner, advertiu que o risco de se tornar vítima deste tipo de crime na Grã-Bretanha é alto. "Hoje PCs contém mais informações pessoais valiosas do que nunca pois as pessoas estão cada vez mais comprando online, usando sites de relacionamento e tirando fotos digitais."

E este crime parece ultrapassar fronteiras. Segundo a revista, um de seus leitores, Alexander Skipwith, que mora em Londres, teve que pagar 100 libras (o equivalente a cerca de R$ 330) para conseguir de volta o seu disco rígido de um homem que dizia estar na Letônia.

O homem enviou um e-mail com uma foto pessoal de Alexander para ele para provar que tinha acesso à memória armazenada no disco rígido. A peça continha ainda extratos bancários e um pedido de empréstimo para a compra de imóvel, conta a revista.

De acordo com Which? Computing, Alexander disse que teve o disco original de seu computador substituído por outro pela firma que montou a máquina. Foi dito a ele que o disco tinha defeito, mas que teria as informações pessoais apagadas.

A revista diz ainda que não são apenas usuários domésticos que sofrem risco de ter seus dados roubados quando se desfazem da memória de seu computador de maneira descuidada.

A publicação diz ter recebido informações da polícia londrina de que discos rígidos de máquinas para se tirar dinheiro estão sendo compradas por falsários ansiosos por colocar a mão em detalhes bancários.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 417 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal