Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/01/2009 - Invertia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bilionários perdem fortunas com crise e fraude


O impacto da crise econômica e a possível maior fraude financeira da história afetaram alguns dos homens e mulheres mais ricos do mundo nos últimos tempos. Na lista estão executivos de sucesso, investidores e personalidades de Hollywood.

O líder das perdas conhecidas até o momento é o empresário do setor imobiliário e de cassinos Sheldon Adelson, que viu sua fortuna declinar em US$ 30 bilhões (cerca de R$ 70 bilhões) até novembro - ou 93% do seu patrimônio, segundo o Wall Street Journal.

O diretor executivo-chefe da Arcelor Mittal, Lakshmi Mittal, que perdeu, segundo o jornal Sunday Times, US$ 24,3 bilhões (cerca de R$ 58 bilhões), afetado pela redução do valor de mercado de sua companhia.

Uma prévia da lista dos mais ricos elaborada pelo Sunday Times aponta que as fortunas combinadas das mil pessoas mais ricas do Reino Unido caiu aproximadamente 50% de 2008 para 2009, passando de 412,8 bilhões de libras (R$ 1,438 trilhão) para cerca de 200 bilhões de libras (R$ 697,15 bilhões).

A crise financeira e a turbulência nas bolsas também afetaram o megainvestidor americano Warren Buffett - o homem mais rico do mundo segundo o último levantamento da revista Forbes. O dono da Berkshire Hathaway acumulou, após o agravamento da crise, segundo o WSJ, perdas de US$ 16 bilhões (cerca de US$ 37 bilhões).

Outro que perdeu bilhões foi o bilionário russo Roman Abramovich, dono do clube de futebol Chelsea. Com menos US$ 20,3 bilhões (cerca de R$ 46 bilhões) na conta, até o meio de outubro, ele decidiu adiar sua festa de casamento. Segundo informações da agência Ansa, ele teria afirmado publicamente que, na ocasião, não teria tempo e nem "humor apropriado para organizar festas".

O Wall Street Journal também apontou que a trinca formada por dois co-fundadores do Google - Sergey Brin e Larry Page - e o idealizador da Microsoft, Bill Gates, perdeu aproximadamente US$ 12 bilhões (cerca de R$ 28 bilhões) cada.

Apesar de não ter suas perdas divulgadas em valores, outra que vai terminar o ano mais "pobre" é a mulher mais rica do mundo, segundo a Forbes. De acordo com o jornal britânico The Times, Liliane Bettencourt, dona da L'Oreal, confiou parte de sua fortuna de US$ 22,9 bilhões (cerca de R$ 53 bilhões) em investimentos relacionados à empresa de Bernard Madoff, ex-presidente da Nasdaq e acusado de ser o mentor de uma fraude financeira de US$ 50 bilhões (aproximadamente R$ 116 bilhões).

Bettencourt tinha investimentos no Access International, um fundo cujo criador se suicidou, em Nova York, devido ao envolvimento de sua aplicação com a fraude. Segundo o The Times, além de Liliane, a bilionária espanhola Alicia Koplowitz, o cineasta americano Steven Spielberg, o ator Kevin Bacon e o prêmio Nobel Elie Wiesel são outros famosos vítimas do esquema de Madoff.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 398 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal