Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/12/2008 - Bem Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista dá prejuízo de mais de R$ 30 mil no comércio de Maringá

Acusado irá responder pelos crimes de falsidade ideológica e estelionato.

Policiais militares de Maringá prenderam nesta terça-feira (23) Osvaldo Zanão, 44 anos, acusado de fazer compras em diversas lojas do comércio de Maringá utilizando documentos falsos e talões de cheques obtidos por meio de contas abertas com documentos adulterados. De acordo com a polícia, o desfalque causado por Zanão chega a R$ 30 mil. A situação teve início na tarde deste domingo (21), quando um lojista procurou uma equipe policial que trabalhava na Operação Papai Noel ao desconfiar de um consumidor.

Segundo o tenente Alexandro Marcolino Gomes, oficial de comunicação social do 4º Batalhão de Polícia Militar, o lojista relatou que uma pessoa havia tentado fazer uma compra no valor de R$ 3.500,00 em seu estabelecimento, venda que não teria fechado por desconfiança do indivíduo. “Com essa denúncia iniciaram as investigações e no mesmo dia já se descobriu os locais onde o acusado armazenava os produtos que adquiria”, explicou o tenente.

No início da tarde de terça-feira uma equipe da Polícia Militar do 4º Batalhão realizou a prisão no momento em que o suspeito tentava efetuar uma nova compra. “Na abordagem ele já confessou aos policiais que estava realmente praticando o crime de estelionato há alguns dias”, afirmou Gomes.

Osvaldo Zanão será encaminhado à 9ª Subdivisão Policial de Maringá. Ele irá responder pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato e falsificação de documento público. No final da tarde desta terça-feira as equipes policiais ainda estavam em diligências nos locais que Zanão utilizava para armazenar os produtos que comprava. “Os valores informados podem sofrer alterações, bem como a participação de outras pessoas nos crimes não está descartada”, finalizou o tenente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 238 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal