Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/12/2008 - Última Instância Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha que clonava cartões de banco em SP tem bens seqüestrados


O juiz Hugo Leandro Maranzano, da 3ª Vara Criminal de Sorocaba, decretou o seqüestro cautelar dos bens de cinco homens, integrantes de uma quadrilha que clonava cartões bancários. O pedido foi feito pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), que tem 120 dias para iniciar o processo criminal por lavagem de dinheiro contra eles.

Quatro deles – Fernando do Nascimento Gonçalves, Jorge Paulo do Nascimento Gonçalves, Márcio Reginaldo Sebastião Médice e Carlos Caiana da Silva – foram presos em flagrante em Sorocaba, em julho de 2007. Eles foram flagrados em um supermercado quando faziam saques bancários com cartões clonados. Com o grupo foram encontrados 1077 cartões magnéticos, computadores e dinheiro.

Ainda fazia parte do grupo Hector Alejando Ramires, preso recentemente pelo DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e apontado como o maior autor de clonagens de cartões da América Latina.

Segundo o MP-SP, a quadrilha desenvolvia os equipamentos eletrônicos que eram implantados em caixas-eletrônicos e capturavam os dados e senhas dos clientes bancários, depois utilizados na clonagem dos cartões, com os quais a quadrilha sacava dinheiro dos correntistas. O dinheiro seria usado na compra de imóveis e postos de combustível para lavar o dinheiro.

Seqüestro de bens

A quebra do sigilo fiscal de Fernando do Nascimento Gonçalves, conhecido como Moranguinho, e Luis Fernando Miranda Soares, revelou que ambos têm grande patrimônio, construído sem que tivessem renda lícita suficiente para tanto.

Dentre os bens confiscados estão uma casa no Condomínio City Castelo, em Itu, avaliada em R$ 1,5 milhão; uma casa localizada no loteamento Jardim Seriema, em Atibaia, avaliada em R$ 800 mil; um terreno localizado no Condomínio Ville Chamonix, em Itatiba, e um terreno localizado no “Jardim Morumbi”, em Sorocaba. Foram seqüestrados, ainda, dois veículos Montana Sport, ano 2007.

O juiz também determinou a indisponibilidade de todas as cotas sociais das empresas Pluguinho Confecções Ltda, Well Dress Cou do Surf Confecção Ltda e Cimal Comércio e Serviços S/A, e de quatro postos de combustíveis: Portal do Jaguaré, no bairro do Jaguaré, e Auto Posto Margo, situado na Barra Funda, ambos em São Paulo, e Posto Gaspenha Ltda. e Auto Posto Farol Verde, em São Bernardo do Campo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 5856 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal