Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/12/2008 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo pernambucano é acusado de estelionato


Um grupo de cinco pernambucanos foi preso em flagrante na noite de ontem, no Hotel Porto do Mar, Via Costeira, acusado de oferecer vales para diárias em hotéis não associados com sua agência. Herykha Áurea Única de Souza, 30, Fernanda Nunes Marques da Silva, 35, Carla Sabrina Gandhi Frei Caneca de Souza Castro, 25, Aurélio Carneiro Tavares, 46, e José Gomes Tavares Filho, 54, diziam manter a empresa Inter Brasil Turismo, localizada na Via Costeira.

De acordo com a assessoria de imprensa da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol), a acusação é de que eles estavam abordando pessoas em frente ao supermercado Extra de Ponta Negra. No local, os acusados pediam dados cadastrais para as pessoas, que serviria para que elas participassem de sorteios de vale hospedagens.

Uma das vítimas foi um delegado de Polícia Civil da Paraíba, segundo a Degepol. Depois de entregar seus dados, o delegado teria recebido uma ligação dizendo que havia sido contemplado e que deveria comparecer ao Hotel Porto do Mar para receber o prêmio.

Chegando ao local, o grupo ofereceu ao delegado um contrato para que ele se tornasse sócio da empresa. Ele teria que pagar uma taxa de R$ 700 para ganhar descontos em vários hotéis supostamente ‘‘conveniados’’ com a agência, com prazo de seis dias para gozar dos benefícios.

Desconfiada, a vítima acessou o site fornecido pela empresa onde constatou que não havia nenhum convênio entre os ditos hotéis com a Inter Brasil Turismo. A polícia foi acionada e um dos agentes do 15º Distrito de Polícia se passou por cliente da agência. Constatado o golpe e confirmada a inexistência de qualquer negócio entre a empresa e os hotéis citados pelos acusados, os pernambucanos foram detidos em flagrante por estelionato e encaminhados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul. Todos negaram a acusação.

Segundo a assessoria, outras vítimas compareceram à delegacia e relataram ter passado por golpe semelhante. Quando chegavam à agencia, as pessoas eram ludibriadas para firmar contrato com a empresa, em valores que variavam a cada cliente, para serem sócios desta e receberem descontos. Uma das vítimas ligou várias vezes para a empresa, após receber seu brinde, para marcar a diária em um dos hotéis e não teve êxito, chegando a ir ao juizado de pequenas causas para resolver o problema.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1094 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal