Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/12/2008 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Piratas à caça na net

Por: Raquel Oliveira

Tecnologia: Época natalícia propicia actuação de criminosos.

A época de Natal é uma das mais utilizadas pelos piratas da net, que aproveitam a intensa circulação de correio electrónico para atacar os desprevenidos e obter dados das contas bancárias e de cartões de crédito. O Millennium BCP, que ainda recentemente foi alvo de um ataque, já colocou um alerta natalício no seu site.


Uma das técnicas mais conhecidas é o phishing, mensagens de e-mail que chegam aos internautas pedindo-lhes que confirmem dados bancários. As mensagens conduzem os utilizadores a sites falsos, cópias das páginas oficiais dos bancos, nas quais lhes são pedidos dados confidenciais.

Os números de contas bancárias, bem como de cartões de crédito, destinam-se ao mercado negro. De acordo com um relatório da Symantec, a informação de contas bancárias é vendida na net entre os sete cêntimos e os 718 euros.

A multinacional de segurança explica que estes dados têm "um elevado retorno": várias contas bancárias foram delapidadas "para sítios não localizáveis em menos de 15 minutos".

Também dados de cartões de crédito são valiosos neste mercado, apesar do seu baixo valor ‘comercial’: valem entre sete e 18 cêntimos. Mas é preciso ter em conta que são vendidos em pacote "com descontos com números gratuitos sendo oferecidos de acordo com a encomenda. Com eles os criminosos conseguem, por exemplo, fazer compras.

CIBERCRIME PODE AGRAVAR CRISE GLOBAL

A McAffe, uma empresa produtora de tecnologias de segurança, alertou para o facto de a "actual recessão mundial se estar a tornar num viveiro para actividades fraudulentas à medida que os cibercriminosos lucram com um clima de receio e ansiedade por parte dos consumidores". Existe mesmo o risco, dizem os especialistas, "do cibercrime ter um impacto na confiança dos consumidores, dificultando ainda mais a velocidade de recuperação da economia mundial". Segundo o relatório anual da McAffe sobre segurança, os criminosos estão a aproveitar a fragilidade dos consumidores, para lucrar com esquemas do tipo "fique rico rapidamente", levando-os a registar-se para introduzir códigos maliciosos em sites ou a serem usados para branquear capitais.

TAP LUTA CONTRA FRAUDES

O crescimento de fraudes com cartões de crédito levou a TAP a criar uma equipa de prevenção. De acordo com o responsável pelo departamento, "oitenta por cento das fraudes decorrem nas últimas horas antes do voo". Ao CM, fonte da TAP explicou que as fraudes envolvem a compra de bilhetes on-line com "cartões perdidos, roubados, não presentes (nº de cartão roubado), emitidos e nunca recebidos (usurpados das caixas de correio)". Neste momento, a TAP já permite a compra de bilhetes até seis horas antes do voo, mas , para que se efective, o comprador tem de apresentar o cartão no levantamento.

CUIDADOS

DIGITAR ENDEREÇOS

Não aceda aos sites que permitem realizar operações bancárias através de links. Digite sempre o endereço completo do site a que pretende aceder.

CONFINDENCIALIDADE

Nunca forneça dados confidenciais ou pessoais através de mensagens de correio electrónico, ou qualquer outro meio, mesmo que a solicitação seja de fonte aparentemente legítima.

CÓDIGOS PESSOAIS

Não escolha códigos de identificação óbvios ou que sejam facilmente identificáveis (ex.: 111111; 123456, password). Memorize-os e nunca os faculte a terceiros

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal