Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/12/2008 - Diário de Pernambuco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Riscos da falsificação


Brasília - Fazer compras em comércios informais é um risco. O Inmetro recomenda que o consumidor procure lojas legalmente estabelecidas e peça a nota fiscal. "Em feiras, os produtos, e até o selo, podem ser falsificados", alerta o gerente da Divisão de Fiscalização e Verificação da Conformidade do instituto, Marcelo dos Santos Monteiro. Na Feira dos Importados, em Brasília, por exemplo, há cerca de 2 mil bancas. Pelo menos 200 delas vendem brinquedos. Carrinhos, bonecas e aparelhos eletrônicos são os itens mais procurados na época de Natal. Na maioria dos boxes, as mercadorias têm o selo do Inmetro. Mas elas dividem as prateleiras com produtos importados ou falsificados sem certificação.

O casal Iolanda Gonçalves, 39 anos, e Marcos Nascimento, 32, por exemplo, vende brinquedos em duas bancas da feira há seis anos. O casal diz possuir mais de 30 mil brinquedos certificados. Mas, apesar de garantirem a qualidade dos produtos, admitem ter brinquedos sem o selo. "Ainda há alguns, do estoque velho", reconhece Iolanda que alega que há apenas dois anos soube que patins e patinetes também deveriam vir como aval do instituto.

A empresária Carla Neves, 31, afirma que, ao comprar brinquedos para os filhos dos funcionários da empresa que dirige, a preocupação é a mesma que tem com o filho. Ela faz questão de checar se as embalagens dos produtos possuem o selo do Inmetro e a indicação de quantos anos a criança deve ter para manipular o brinquedo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 183 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal