Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/10/2006 - G1 / TV Tem Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos integrantes de quadrilha que aplicava golpes contra prefeituras


A Delegacia Anti-Seqüestro de Sorocaba (a 100 km de SP) prendeu integrantes de uma quadrilha que aplicava golpes contra prefeituras. Segundo a polícia, os estelionatários agiam no interior paulista e também em cidades do Paraná e Minas Gerais.

O empresário Silvio Luiz Agostinho, acusado de ser um dos mentores da quadrilha, foi preso em Sorocaba. Ele foi à Delegacia Anti-Seqüestro acompanhado do advogado, mas não esperava o cumprimento de um mandado de prisão preventiva que já havia sido expedido pela Justiça.

No início da noite de segunda-feira (9), chegou à cidade Luiz Carlos de Souza, 32 anos, preso em Agudos (a 325 km de SP). Segundo as investigações, o empresário José Arnaldo de Abreu, o Zezo, preso na semana passada, também em Agudos, fornecia livros didáticos para prefeituras, o que facilitava a escolha e o contato com as vítimas. Ele e Agostinho controlavam a quadrilha.

O bando comprava celulares para ligações e encontrava pessoas dispostas a "alugar" a conta bancária para depósito das supostas doações. Extratos apreendidos pela polícia demonstram que, em 40 dias, os estelionatários receberam R$ 25.500, em depósitos e transferências.

Eles se passavam por prefeitos e pediam colaborações para causas nobres. Há registros da atuação dos bandidos no Paraná, em Minas Gerais e em várias regiões do estado de São Paulo.

Na segunda-feira, prestou depoimento o prefeito de Sorocaba, Vítor Lippi. Ele também teve o nome usado pelos estelionatários e denunciou o golpe à polícia. Uma empresa de Itu (a 103 km de SP) chegou a doar R$ 7 mil para o golpista que se passava por Vítor Lippi.

Os detidos vão responder por estelionato e formação de quadrilha. Segundo o delegado responsável pelo caso, as investigações continuam. Os presos serão encaminhados para cadeias da região de Sorocaba.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 952 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal