Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/12/2008 - JB Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPF denuncia fraudadores do INSS que atuavam em Miguel Pereira


RIO - Após seis meses de investigação, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou sete integrantes de uma quadrilha de fraudadores do INSS que atuava na agência de Miguel Pereira. A Polícia Federal, que fez interceptações telefônicas com autorização judicial, cumpriu, nesta quarta-feira, mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Os réus foram denunciados por formação de quadrilha, inclusão de informações falsas no sistema e desvio de recursos da Previdência Social. As fraudes eram facilitadas por Claudio Regi de Oliveira Pinto, chefe da agência de Miguel Pereira, que concedia benefícios intermediados pelos outros seis denunciados. Os agenciadores forjavam documentos, preparavam vínculos trabalhistas fictícios para embasar os processos de concessão e atraíam interessados na compra de benefícios do INSS.

Os denunciados são: Carlos Dias (servidor do INSS no Rio), Robson Gomes Pereira (servidor do TSE), Eunício Teixeira dos Santos (servidor da Câmara Municipal e vereador eleito em Paty de Alferes), além dos agenciadores Antonio Carlos Miniguelo e Edson Castelo Branco.

Para os procuradores responsáveis pela denúncia, o esquema evidencia que os réus desprezavam as instituições públicas e escarneciam da administração pública quando a usaram como instrumento do seu projeto criminoso.

Estima-se que os valores indevidos desembolsados pelo INSS alcancem R$ 10 milhões. A denúncia foi recebida pela 2ª Vara Federal Criminal. Apesar do pedido de prisão de todos os denunciados, o juiz deferiu apenas o afastamento cautelar de Claudio Regi e Carlos Dias de suas funções, além da suspensão do pagamento de parte dos seus vencimentos, restringindo-os a um salário-mínimo, sob o fundamento de que tal medida seria suficiente para inibir a reiteração dos crimes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 252 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal