Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/11/2008 - Agência Financeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Economia virtual paralela cresce para os 213 milhões


Informação de cartões de crédito é a categoria mais anunciada

O valor total de bens anunciados em servidores de economia virtual paralela sobre a compra e venda de informações confidenciais ultrapassou os 276 milhões de dólares (213 milhões de euros) entre Julho de 2007 e Junho deste ano, de acordo com um novo Relatório da Symantec.

«Este valor foi determinado através dos preços anunciados de bens e servidos e da medição da receita que os anunciantes registariam se liquidassem o seu inventário. O relatório descreve uma economia paralela on-line que tem vindo a alcançar uma maturação num mercado eficiente e global em que bens roubados e serviços relacionados com fraudes são regularmente comercializados», sustenta a Symantec.

O relatório deriva de informação recolhida pela organização da Symantec, Security Technology and Response (STAR), em servidores de economia paralela e de 2008.

Segunda categoria mais comum são as contas bancárias

A informação de cartões de crédito é a categoria de bens e serviços mais anunciada na economia paralela, contabilizando 31% do total. A Symantec observou que embora os números de cartão de crédito roubados sejam vendidos por valores baixos, entre 7 a 20 cêntimos por cartão, a média de limite dos cartões de crédito roubados anunciados era de mais de 3 mil euros.

«A popularidade das informações de cartões de crédito deve-se às diversas formas como a informação nela contida pode ser obtida e utilizada para fraude. Os cartões de crédito são de fácil utilização para compras online, sendo frequentemente, difícil para comerciantes e fornecedores de crédito identificar e responder a transacções fraudulentas antes que estas sejam finalizadas», refere a mesma fonte.

A segunda categoria mais comum de bens e serviços anunciados são as contas bancárias, totalizando 20%. «A popularidade da informação de contas bancárias deve-se ao seu potencial de elevado retorno e à rapidez com que os pagamentos podem ser efectuados. Por exemplo, num dos casos registados, várias contas financeiras foram levantadas a descoberto on-line para sítios não localizáveis em menos de 15 minutos», justificam.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 183 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal