Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/12/2008 - Exame Informática Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sites de segurança falsos na mira de autoridades dos EUA

A Federal Trade Commission (FTC) ganhou uma primeira acção em tribunal para banir da Internet os anúncios das empresas Innovative Marketing e ByteHosting Internet Services.

Segundo as autoridades dos EUA, as duas empresas promoviam a venda de software de segurança falso, através de anúncios e alertas colocados na Internet.
Nos últimos tempos, estas duas empresas promoveram e venderam no mercado cibernético os produtos de segurança WinFixer, WinAntivirus, DriveCleaner, ErrorSafe, e XP Antivírus, noticia a BBC.

De acordo com as autoridades norte-americanas, estas aplicações de software eram falsas e não produziam qualquer efeito sobre os computadores. A prática, que proliferou nos últimos anos sem qualquer escrutínio ou limitação, dá pelo nome de scareware e tem por móbil a venda de software de segurança que, na verdade, não tem qualquer funcionalidade (ou seja, placebos tecnológicos), após a suposta detecção de vírus ou pornografia ilegal.

A ascensão comercial da scareware teve por ponto de partida a colocação de anúncios em sites e portais da especialidade.

Quando entravam nos ditos anúncios, os utilizadores eram convidados a instalar uma pequena aplicação que analisava o computador.

Segundo os responsáveis da FCT, estas aplicações não faziam qualquer análise aos computadores das vítimas – o que não impedia as empresas de detectar ameaças imaginárias e vender, posteriormente, aplicações de segurança que na realidade nada faziam.

Cada aplicação de segurança custava entre 40 e 60 dólares (entre 29 e 44 euros). Milhões de pessoas compraram software de segurança falso depois de verem alertas que davam conta de um suposto contágio por vírus informático ou de uma alegada presença de pornografia ilegal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 202 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal