Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/10/2006 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça nega liminar a líderes da Igreja Renascer


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou liminar ao apóstolo Estevam Hernandes Filho e à sua mulher, bispa Sônia Haddad Hernandes, da Fundação Renascer. Eles são acusados pelo Ministério Público de lavagem de dinheiro, estelionato e falsidade ideológica e tiveram os bens bloqueados em setembro. Desde então, não podem movimentar oito contas bancárias das empresas Colégio Gamaliel e Publicações Gamaliel.

Os bens do casal foram bloqueados inicialmente pelo juiz titular da 1ª Vara Criminal de São Paulo, Paulo Antônio Rossi, que recebeu a denúncia contra outros membros da Igreja. Segundo a assessoria do STJ, no recurso, eles alegaram constrangimento ilegal, na medida em que a Justiça paulista determinou a acusação formal dos réus.

Os promotores afirmam que a Fundação Renascer atua como organização criminosa. A entidade teria formado uma rede de empresas que mescla atividades lícitas e ilícitas e se aproveita do dinheiro dos fiéis.

Para o Ministério Público, o pastor Hernandes comanda um grupo que segue um modelo piramidal: fundador presidente, diretores (bispos), gerentes (pastores), chefes-gerais e o povo, que seria ''cliente'' da organização.

A ministra Laurita Vaz, do STJ, decidiu manter o bloqueio dos bens.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 329 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal