Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/12/2008 - O Documento Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação desarticula esquema de fraudes em auto-escolas de Marcelândia


Operação Frenagem, desencadeada nesta quinta-feira (11.12) pela Polícia Judiciária Civil, prendeu cinco pessoas acusadas de envolvimento em esquema de irregularidades para obtenção de carteiras de habilitação. Oito mandados de prisão e apreensão de documentos foram expedidos para cumprimento em Marcelândia, Cuiabá e Rondonópolis.

Dois funcionários do Detran em Cuiabá foram presos, além do chefe da Ciretran e mais dois diretores de auto-escolas de Marcelândia. Um instrutor da Auto Escola 2000, de Marcelândia, e dois examinadores do Detran estão sendo procurados pela polícia.

As acusações são de corrupção passiva e ativa, falsidade ideológica e formação de quadrilha. Durante a operação foram apreendidos diversos documentos, com nomes de candidatos e anotações.

Conforme o delegado de Marcelândia, Luiz Henrique de Oliveira, a investigação da Polícia Civil teve início com denúncias de que candidatos estariam pagando propina para serem aprovados nos testes práticos, sem submissão ao exame. Com autorização da Justiça, a Polícia Civil de Marcelândia, realizou a filmagem integral dos testes práticos das categorias B, D e E.

Na análise das filmagens, a polícia constatou que apenas 71 pessoas realizaram efetivamente o teste prático da categoria B, e que apenas 18 realizaram o teste das categorias D e E. Em contrapartida, na lista de resultado oficial emitida pelo Detran-MT, constam 87 pessoas para a categoria B e 21 para a categoria D e E, o que sugere a existência de fraude.

O relatório parcial das filmagens identificou ao menos sete supostos beneficiários do esquema, os quais assinaram a lista de presença e se retiraram do local, sem entrar no veículo e fazer a prova. Tais pessoas constam como "aprovadas" na lista de resultado do Detran.

Foram cumpridos os mandados de prisão temporária em Marcelândia contra Marco Aurélio Ribeiro e Jonas, diretores das Auto Escolas 2000 e Regional, e Adilson de Oliveira Silva, chefe do Ciretran de Marcelândia. Um instrutor da Auto Escola 2000, Ademir Jocelim dos Santos, está sendo procurado pela polícia.

Além destes, foi pedida a prisão temporária de quatro funcionários de Detran, que compuseram a banca examinadora dos testes em Marcelândia no dia 05 de dezembro deste ano. Foram presos em Cuiabá Valdete Alves Viana e Sátilo Constancio da Silva. Estão sendo procurados Deuzalina Pereira Soares, residente em Rondonópolis, e Raymundo Francisco de Salles.

Os mandados foram efetuados por policiais de Marcelândia e da Delegacia Fazendária em Cuiabá e contou com apoio da Corregedoria do Detran. Os mandados foram expedidos pelo juiz de Marcelândia, Anderson Candiotto.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal