Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/12/2008 - Correio do Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Denúncia de fraude na arbitragem partiu da FPF


O Ministério Público informou que o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero, procurou na sexta-feira promotores para falar sobre uma suposta tentativa de manipulação na decisiva partida entre Goiás e São Paulo , neste domingo.

Basta um empate para o time do Morumbi assegurar o título do Campeonato Brasileiro-2008. O vice-líder Grêmio, que enfrenta o Atlético-MG, é o único time que pode ultrapassar a equipe paulista na tabela.

De acordo com o Ministério Público, o presidente da Federação Paulista de Futebol falou com promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Prevenção e de Repressão ao Crime Organizado) e foi orientado a avisar a Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol da CBF.

"O presidente da FPF relatou, na ocasião, sua preocupação com relação à suposta tentativa de manipulação de resultado do jogo entre Goiás e São Paulo, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, a ser disputado neste domingo", diz nota oficial do Ministério Público.

O São Paulo demonstrou irritação por não ter sido comunicado pela Federação Paulista sobre o caso e pelo fato de a entidade ter entrado em contato com o Ministério Público sem antes dar algum tipo de esclarecimento.

Assim, o time do Morumbi fala em cortar relações com a principal entidade do futebol paulista. A diretoria do São Paulo pode até pedir o afastamento de Del Nero da federação, pois o clube diz entender que a suposta atitude do presidente foi a responsável pelo afastamento de Wagner Tardelli e lançou suspeitas sobre os dirigentes do time do Morumbi.

"Sabemos que partiu do presidente da Federação Paulista de Futebol, com quem iremos romper. O São Paulo quer a apuração total e absoluta de tudo o que foi falado", disse o vice-presidente de futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em entrevista à rádio Jovem Pan.

No sábado, a CBF disse ter recebido, sem informar de quem, uma denúncia de manipulação de resultado do jogo Goiás x São Paulo e trocou o árbitro da partida, que seria Wagner Tardelli. Um outro sorteio definiu o nome do novo juiz do jogo: Jailson Macedo Freitas.

Tardelli declarou que a decisão da CBF de trocar o árbitro da partida foi a correta. "Segundo a CBF, o Ministério Público [que ele acredita ser o do Estado de São Paulo] apurou que havia alguém usando meu nome para fazer uma negociação", falou Tardelli

"Então, eu, o doutor Ricardo Teixeira [presidente da CBF], o Sérgio Corrêa [presidente da Comissão de Arbitragem] e o Rodrigo Paiva [assessor de imprensa da CBF] decidimos, em conjunto, retirar meu nome da partida."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 211 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal