Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/12/2008 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM flagra ‘fábrica’ de documentos em VG

Por: Adilson Rosa

Local foi encontrado durante desenrolar de operação para combater o tráfico de drogas na cidade. Onze foram presos. Falsário não foi localizado.

Policiais militares do 4º Batalhão estouraram uma “fábrica” de documentos falsos localizada numa casa do Residencial Carla Renato, no bairro Asa Bela, em Várzea Grande. Na casa, os PMs apreenderam 22 carteiras de identidade falsas, prontas para serem plastificadas. O principal suspeito da falsificação, Nei Marcos Nunes, de 30 anos, não estava na casa. A apreensão ocorreu ontem de manhã, durante a Operação Saturação da PM.

Os militares cumpriram 25 mandados de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Criminal de Várzea Grande. Foram presas 11 pessoas, sendo a maior parte por tráfico de drogas. Os policiais apreenderam dois revólveres e uma espingarda, além de celulares e alguns produtos eletroeletrônicos que estavam em bocas-de-fumo.

O que chamou a atenção dos policiais é que os documentos encontrados na “fábrica” eram fotocopiados em papel comum, mas em alta resolução, dando a impressão de serem verdadeiros. A plastificação acabava ajudando a dar aparência de verdadeira. Os policiais descobriram que cada RG era comercializada por R$ 300. “Estávamos investigando esse golpe há vários meses”, observou capitão James Jácio.

Para o comandante do 4º Batalhão, tenente-coronel Joselito do Espírito Santo, os documentos seriam usados em vários golpes. Entre eles, abrir contas bancárias e fazer compras com cheques sem fundos. “Documentos falsos são usados em inúmeros golpes. São crimes que atingem muitas pessoas”, observou o comandante.

A princípio, os nomes eram montados num espelho de carteira de identidade. A partir daí, o documento era preenchido e colocada a fotografia de quem a encomendou. Num outro esquema, usava o mesmo espelho. Pegava-se uma carteira de identidade verdadeira e trocava a fotografia. A partir daí, fazia-se a fotocópia.

Os policiais apreenderam o CPU (memória do computador) com o programa usado para a confecção das identidades falsas. A princípio, a fábrica de documentos falsos teria produzido centenas de RGs. Os policiais não descartam a hipótese de Nei estar envolvido na falsificação de outros documentos.

“Com os programas de computadores é possível falsificar qualquer tipo de documento. E tudo indica que a falsificação seria feita sob encomenda”, explicou um policial. Ele acrescentou que muitos ex-presidiários encomendam identidades falsas para não serem detidos em blitz.

Conforme o comandante geral da Polícia Militar, coronel Antônio Benedito Campos Filho, o resultado de toda a operação pode ser considerado positivo, uma vez que grandes traficantes foram presos. Lembrou que são inúmeras operações nas quais são apreendidas drogas e traficantes são presos. “Precisamos dar uma resposta à sociedade. De novembro para cá, foram mais de 700 trouxinhas apreendidas. São números significativos”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 240 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal