Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/10/2006 - Jornal Umuarama Ilustrado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudes em Umuarama e na região

Por: Cleverson E. Zanquetti


Cerca de 200 servidores públicos municipais de Umuarama e de outras 28 cidades da região estão sendo investigados por fraudar o programa Bolsa-Família. A revelação foi feita, ontem, pelo procurador da República, Robson Martins. Os investigados tiveram o benefício bloqueado pela Justiça Federal (JF) e serão indiciados por estelionato qualificado contra a União.
De acordo com Martins, responsável pelos procedimentos administrativos, os nomes dos envolvidos, em Umuarama, ainda não podem ser divulgados. Ele revelou, no entanto, que um dos acusados recebe salário de R$ 1,8 mil, valor 15 vezes superior a renda per capita máxima condicionada aos beneficiários.
"O repasse mensal de aproximadamente R$ 90 consiste no programa de transferência de renda a famílias pobres. Certamente não é o caso dos servidores públicos, pois além do salário incompatível com as exigências eles, normalmente, têm vantagens como terço de férias, horas extras, gratificação natalina e até vale-refeição ", comentou Martins.
Na região os casos mais graves são de Iporã onde quase uma centena de servidores são investigados. Em Tuneiras do Oeste, duas professoras municipais, Giani Fiori de Lima e Adriana Rosário Fiori, são acusadas de fraude há mais de cinco anos, conforme denúncia já formulada pela Procuradoria.
Segundo o MPF, Giani cadastrou-se indevidamente junto ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Contra ela pesa também a acusação de ter feito o cadastro, de sua irmã Adriana, no programa Bolsa-Alimentação.
Martins contou que na semana passada o estagiário da Prefeitura de Guaíra, Rodrigo Teixeira Barbosa foi preso pela Polícia Federal (PF), com 90 cartões de saques dos benefícios sociais. "O rapaz era responsável pelos cadastramento das famílias, duplicava os cadastros e com isso recebia R$ 6,5 mil ao mês. Ele contou que usava o dinheiro para manter o vício em jogos".
O procurador salientou que as investigações tiveram início há três anos pelo Ministério de Combate à Fome.

Benefícios e Contrapartidas
Os valores pagos pelo Bolsa Família variam de R$15 a R$ 95, de acordo com a renda mensal por pessoa da família e o número de crianças. Em alguns casos, o valor pago pelo Bolsa Família pode ser um pouco maior, como acontece com as famílias que migraram de programas remanescentes e recebiam um benefício maior nesses programas.
Ao entrar no Bolsa Família, a família se compromete a manter suas crianças e adolescentes em idade escolar freqüentando a escola e a cumprir os cuidados básicos em saúde: o calendário de vacinação, para as crianças entre 0 e 6 anos, e a agenda pré e pós-natal para as gestantes e mães em amamentação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 558 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal