Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/11/2008 - O Estado de Minas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário desafia polícia e acaba preso

Por: Landercy Hemerson


O estelionatário Gildo Rosimar Minguelli, de 32 anos, inspirado num ex-criminoso mundialmente conhecido, desafiou os policiais mineiros, mas foi parar atrás das grades, justamente no dia em que teve sua condenação a quatro anos de detenção decretada pela Justiça. Minguelli, que entre outros crimes falsificava passaportes de interessados em entrar ilegalmente nos Estados Unidos, não poupava nem seus clientes: depois que saíam do país, eles tinham os dados usados em documentos falsos para compras financiadas até de carros.

A audácia de Gildo Minguelli resultou num desafio aos policiais por meio da internet, em que dizia: “prenda-me se for capaz”. A provocação foi inspirada em cinebiografia de Frank Willians Abagnale Júnior, que na década de 1960 causou prejuízos de US$ 25 milhões a bancos dos EUA e de países europeus, com fraudes de cheques, além de se passar por piloto de avião, pediatra, advogado e professor universitário. Leonardo Di Caprio fez o papel de Frank no filme.

Nessa quarta, policiais do Departamento de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio confirmaram a prisão de Minguelli. A investigação em torno das ações do acusado, que tinha contra si mandado de prisão, sugerem que vários brasileiros, principalmente da região de Governador Valadares, no Leste de Minas, entraram nos EUA com passaportes falsos feitos com softwares de edição de imagens.

Depois que recebia o dinheiro, o estelionatário produzia outros documentos com os dados de clientes, estampando sua foto. Com carteiras de identidades, CPFs, certificados de licenciamento de veículos, entre outros papéis falsos, fazia compras de bens financiados em nome das pessoas que estavam ilegalmente no exterior.

Foram seis meses de investigações desde que o acusado lançou o desafio num site de relacionamentos. Além dos quatro anos de condenação, Minguelli pode ter novas sentenças contra ele, já que foi flagrado com documentos falsos e um computador, usado nos golpes. Pode até ser que Gildo passe mais de 12 anos na cadeia, tempo que Frank Willians Abagnale cumpriu de pena, antes de se tornar um multimilionário do ramo de consultoria para prevenir fraudes contra bancos e empresas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 495 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal