Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/11/2008 - TV Canal 13 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

TCE revela fraudes em prefeitura de cidade do PI


Uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado realizada na prefeitura de Monte Alegre do Piauí (a 786 km de Teresina) revela um dos maiores escândalos envolvendo o desvio de recursos públicos no Piauí. O rombo nos cofres do município ultrapassa a casa dos R$ 3 milhões.

Licitações fraudulentas, desvio de recursos e favorecimento, duplicidade de despesas, pagamento de obras não realizadas e dinheiro público destinado a festas que nunca aconteceram no município. Essas foram as principais irregularidades constadas pelos auditores do TCE na cidade administrada pelo prefeito Clézio Gomes da Silva, do PTB.

Segundo os técnicos do TCE, a prefeitura de Monte Alegre é um ambiente propício à corrupção, pois “tem marcantes deficiências organizacionais, não adota procedimento regulares de controle, não tem rotinas definidas e nem possui registros efetivos dos atos praticados”.

Entre os dias 31 de março a 24 de setembro deste ano, o saldo da conta caixa do município despencou de cerca de R$ 3, 9 milhões para R$ 120 mil. Uma redução mensal da ordem de R$ 633 mil. “Esse valor é superior à média de todas as despesas mensais dos exercícios de 2005, 2006 e 2007”, constatou o Tribunal de Contas do Estado.

Motorista do prefeito é “dono” de Posto de gasolina

Os auditores do TCE descobriram indícios de desvio de recursos da prefeitura, para a aquisição de um posto de gasolina, supostamente sobre a propriedade de Saulo Antônio de Oliveira, motorista do município.

O Auto Posto São Dimas pertenceria na verdade a um filho do prefeito, Bruno Gomes da Silva, que é o Tesoureiro Municipal. O nome do motorista teria sido usado apenas como “laranja” na operação de instalação e montagem da empresa. O posto está orçado em cerca de R$ 125 mil.

O nome do motorista aparece como dono do posto, para facilitar os negócios entre a empresa e a prefeitura de Monte Alegre. Quase todo combustível usado pelos carros da prefeitura é comprado no Auto Posto São Dimas.

Festa fantasma

A auditoria do Tribunal de Contas do Estado mostra que a Prefeitura de Monte Alegre pagou R$ 3 mil pela contratação da Banda Os Gargantas de Ouro, para animar festa de confraternização dos servidores municipais no Diamante Clube e Churrascaria.

Mas segundo os moradores da cidade, não houve festa alguma e a tal banda nunca animou festa no clube, que aparece nas notas de empenho apresentadas pela prefeitura.

Ameaça de morte

A Polícia Federal também está investigando o prefeito por compra de testemunha, coação e ameaça de morte.

As investigações em Monte Alegre iniciaram depois das denúncias do atual vice-prefeito, Francisco das Chagas Rosal Júnior, que entrou com representações no TCE-PI, Procuradoria da Fazenda Federal, Procuradoria Estadual, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas de União.

Clézio Gomes da Silva foi reeleito prefeito de Monte Alegre. Antes dele, o seu pai Armando Gomes da Silva (falecido) foi prefeito do município por três mandatos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 363 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal