Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/11/2008 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário em crise detido a comprar 60 000 € em notas falsas

Por: Jacinta Romão e Nuno Brites

Leiria. Passadores e comprador foram apanhados em flagrante numa área de serviço.

A transacção foi marcada para uma área de serviço, no IC2, em Albergaria-a-Velha (Aveiro). Um empresário em dificuldades económicas preparava-se para comprar 60 mil euros de moeda falsa a troco de 15 mil quando a Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, apareceu e deteve toda a gente, por volta das 12.00 de quinta- -feira. No total eram sete pessoas: quatro homens e três mulheres, alguns de etnia cigana e com cadastro.

Estiveram envolvidos mais de 20 inspectores neste caso. Foi uma investigação que durou cerca de um mês e que o coordenador da PJ em Leiria, Carlos do Carmo, considerou ser "um tempo normal", tendo em conta o "empenho" que colocaram na sua conclusão e no desfecho que acabou por se verificar.

"Começámos a investigar porque circula muita moeda falsa na zona centro", assegurou Carlos do Carmo, dizendo que assim que começaram este trabalho "quase todos os inspectores se envolveram" e ontem (quinta-feira) "foram uns 25" que seguiram no encalço dos indivíduos quando se aperceberam que se dirigiam para norte.

Os detidos são residentes na cidade de Leiria, dois ou três - a polícia ainda não havia tido tempo para recolher todo esse tipo de informação, ontem à tarde -, outros na Figueira da Foz e um em Penafiel. Este será o empresário.

"Apanhámos compradores, vendedores e intermediários", concluiu o mesmo responsável da PJ. São sete pessoas, com idades entre os 30 e os 60 anos, que estão indiciadas da prática dos crimes de contrafacção e passagem de moeda falsa, concertadas com o falsificador. Ontem começaram a ser ouvidas pelo juiz de instrução no Tribunal Judicial de Leiria, onde se concentraram familiares e amigos, tal como já haviam feito na noite anterior junto à PJ.

Além da moeda falsa - em notas de 10, 20 e 50 euros -, a PJ apreendeu os dois automóveis em que os indivíduos se faziam transportar e o dinheiro com o qual o empresário ia comprar a moeda contrafeita. Seguia tudo acondicionado numa mala e dividido em envelopes. As notas, sobretudo as de 50 euros, têm uma cor e um tipo de papel que podia ser detectado por pessoas mais atentas. Mas todas tinham, inclusivamente, números de série e algumas, como as de 20 euros e as de 10, enganavam até os menos incautos.

Os indivíduos encontraram-se a meio caminho para concluir o negócio. Constituíam um grupo que incluía "gente muito próxima do falsificador", ou mesmo o autor da contrafacção, mas a PJ ainda está a investigar e, ontem, não dispunha de dados que permitissem confirmar esta suspeita. Do mesmo modo desconhecia se a moeda havia sido contrafeita em Leiria e qual o processo que os falsificadores usaram. Em princípio terá sido produzida com uma impressora, mas só o laboratório da polícia criminal poderá dar resposta a essas dúvidas. O cabecilha do grupo é um homem sem profissão conhecida. Os restantes são vendedores ambulantes e o comprador é um empresário, "ligado a uma empresa em dificuldades".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 224 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal