Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/11/2008 - Comunidade News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Imigrante dominicana é acusada de falsificar carteiras de motorista em Rhode Island


Na última semana, duas pessoas que faturavam com a lucrativa indústria de falsificação de carteiras de motorista não tiveram final feliz. A dominicana Dolores Rodriguez LaFlamme, 41, de Rhode Island, foi considerada culpada perante um grande júri. No estado de Connecticut, um homem foi acusado de corrupção dentro do Departamento de Veículos Automotores (DMV) estadual.

O julgamento de LaFlamme durou 5 dias e terminou na última quarta-feira. O júri, formado por 7 mulheres e 5 homens, levou menos de 2 horas para dar 12 acusações contra ela. Foi encontrada evidência suficiente contra LaFlamme, que teria ganho $24,500 em dinheiro com a falsificação de 35 carteiras.

Nesta quantia está incluído $2,300, pagos por Jose Bueno. Em depoimento, ele disse que pagou a LaFlamme para obter o documento falso depois de rodar no teste escrito por diversas vezes, devido a não saber muito bem escrever em inglês.

LaFlamme trabalhava no DMV de Pawtucket e manipulava o sistema, emitindo o documento para pessoas que já tinham carteiras de motorista de outros estados. Quem solicitava o documento não preenchia aplicação, nem entregava a carteira anterior para a acusada. O júri também recebeu o depoimento de um informante, que teria fingido ser um traficante de drogas. O homem comprou uma carteira de motorista falsa com o pretexto da necessidade de um pseudônimo.

Advogado quer provar inocência

A investigação começou em 2006, quando a polícia recebeu uma denúncia de corrupção no DMV. Além de LaFlamme, a funcionária Soraya Santiago foi presa, juntamente com dezenas de pessoas que receberam o documento falso. Por causa de um acordo com a Promotoria, Santiago testemunhou contra LaFlamme.

Arthur Cahtfield III, advogado da dominicana, acusou Santiago de ser a chefe do esquema, e disse que a cliente dele vai apelar. “Ainda acredito que ela não é culpada”, disse ele.

Dolores Rodriguez LaFlamme foi considerada culpada de conspiração para produzir documentos fraudulentos, recebeu 6 acusações por produzir identidades falsas e 5 acusações de roubo de identidade com agravante. Ela pode pegar até 15 anos de prisão, além de estar sujeita a pagar uma multa de $250,000, relativa à conspiração e produção dos documentos.

Ativista da comunidade latina de Providence, LaFlamme ainda está sujeita a acusações do estado: 19 acusações de delito grave por identidades fraudulentas e 14 acusações por fraude e conspiração. LaFlamme será deportada após o cumprimento da pena, mas segundo o advogado Chatfield, ela rejeitou propostas para admitir a culpa. A deportação, portanto, deve ocorrer de imediato.

Mais casos

Ainda na semana passada, a polícia de Bridgeport prendeu Angel Cabrera, 38, considerado o chefe de um esquema de corrupção dentro do DMV estadual. Ele foi preso depois de uma audiência relativa à liberdade condicional e é acusado de ajudar a obter a carteira de motorista sem a realização dos exames escritos e práticos.

Segundo a polícia, Cabrera pedia dinheiro para emitir a carteira, e em troca, não aplicava os testes escritos e de direção, exigidos pela legislação estadual. Ele também foi acusado de suborno, falsificação e de interferir no depoimento de uma testemunha.

No mês passado, o DMV de Norwalk também foi visitado pela polícia. O funcionário Juan Casiano, que aceitava suborno em troca de falsificação de carteiras de motorista, foi preso, juntamente com dois supostos cúmplices. Além de suborno e falsificação, ele ainda é acusado de crime organizado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 260 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal