Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/10/2006 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal sacava com cartões clonados


Um casal foi preso ontem de manhã com 37 cartões da Caixa Econômica Federal (Caixa) fazendo saques no caixa eletrônico da Universidade de Cuiabá (Unic). A vendedora Luciene Siqueira da Silva, de 46 anos, e seu cúmplice, Itamar Tomochique, de 42, haviam sacado R$ 12 mil em dinheiro, sendo a maior parte em notas de R$ 50. Com eles, os policiais militares apreenderam 44 extratos bancários de correntistas.

Suspeita-se que os cartões sejam clonados e a dupla envolvida na onda de saques ocorrida ultimamente em Cuiabá. Segundo a Central de Ocorrências da Polícia Civil, mais de 400 clientes da Caixa registraram queixas de saques irregulares em suas contas.

Segundo a PM, quatro cartões foram extraviados e dois roubados. Os policiais não conseguiram efetuar saques com todos os cartões que tinham. Um morador do bairro Osmar Cabral, assaltado na semana passada, localizou seu cartão entre os apreendidos.

“Ainda não sabemos se existem cartões clonados, pois é necessária uma tecnologia que só as instituições financeiras dispõem, para checar se houve clonagem”, explicou um policial. Em relação aos extratos, a maior parte mostra saques efetuados recentemente.

“Eles (os golpistas) retiram o extrato e, dependendo do valor, fazem de dois a três saques”, explicou um PM que participou da prisão. Conforme o policial, a dupla fez saques nos últimos três dias. De um correntista, eles sacaram anteontem R$ 1 mil e ontem R$ 190, deixando um saldo de R$ 10. “Eles sacam várias vezes para não chamar a atenção”, observou o PM.

O delegado plantonista Wladimir Fransosi informou que o casal foi autuado pelos crimes de estelionato e receptação. “Estelionato porque usaram fraude para chegar ao dinheiro. A receptação fica caracterizada no momento em que usam cartões furtados ou roubados”, lembrou.

As investigações serão transferidas para a Delegacia do Complexo do Verdão. “Caso haja comprovação de clonagem, o caso passa para a alçada da Polícia Federal”, explicou. O delegado federal Ramon de Almeida disse que está investigando clonagem de cartões. Os criminosos usam uma máquina conhecida como “chupa-cabra” para obter as senhas.

A máquina é instalada próximo de onde o correntista coloca o cartão de saque. Ao passar o cartão, a senha fica armazenada. Então, eles retiram o equipamento e começam a clonar os cartões. “São feitos saques onde a fiscalização ocorre com menos freqüência”, disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 428 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal