Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/11/2008 - Brasília em Tempo Real Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia tem departamento especializado contra bandidos virtuais


O aumento dos crimes cometidos na internet provocou a criação de departamentos especializados no combate aos bandidos virtuais. A Polícia Civil do Distrito Federal conta com a Divisão de Repressão aos Crimes de Alta Tecnologia (Dicat). A Polícia Federal tem a Unidade de Repressão a Crimes Cibernéticos (URCC), criada em 2005. Desde então, realizou 37 operações contra quadrilhas digitais e prendeu 770 pessoas no país, inclusive no DF.

Além de cometer fraudes virtuais, como desvio de dinheiro a partir do acesso a contas bancárias via internet, tais criminosos usam sites de relacionamento e programas de troca de mensagens instantâneas para cometer calúnia, injúria, difamação ou pedofilia. São todos delitos previstos no Código Penal e passíveis de punição. “No caso da pornografia infantil, a divulgação de fotos de crianças em poses sensuais é crime. A internet é uma ferramenta de comunicação incrível, mas pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal”, avaliou o coordenador da URCC, delegado Carlos Sobral.

A investigação da URCC passa necessariamente pela empresa responsável pelo domínio virtual onde se cometeu o crime. Os agentes federais entram em contato com o servidor, pedem para que determinado conteúdo seja impedido de ser acessado e, claro, preservem-se os dados do autor. Isso ocorre com freqüência por causa da quantidade de material pornográfico infantil. Para o delegado da PF, a participação de crianças no Orkut preocupa. “É importante que os pais acompanhem e fiscalizem os filhos e saibam com quem eles se comunicam”, alertou.

Para o presidente do Conselho de Tecnologia da Informação da Fecomércio-SP, o advogado Renato Opice Blum, os pais não devem proibir a navegação dos filhos na internet, mas têm obrigação de fiscalizar. “Se proibir, eles entrarão na rede de computadores de qualquer jeito, na casa dos amigos ou em lan houses. É preciso educar, mas de forma sadia e com cautela”, afirmou. Ainda assim, o especialista não recomenda o Orkut para menores de 10 anos. “As crianças não têm condições de avaliar os riscos. Há recados que falam de tudo e alguns representam perigo”, concluiu.

O diretor de Comunicação e Assuntos Públicos do Google Brasil, Félix Ximenes, disse que a empresa investiu, nos últimos anos, em ferramentas para reduzir a presença de pornografia e conteúdo preconceituoso no Orkut. Há hoje filtros tecnológicos capazes de varrer várias páginas e encontrar as que publicaram material impróprio. Também há banners com alertas sobre possíveis informações exclusivas para adultos. “Desta forma, os pais ganharam mecanismos para fiscalizar os filhos de alguma forma”, defendeu.

Ximenes, no entanto, admitiu a dificuldade em controlar tudo o que circula pelo site de relacionamentos. Reconheceu ainda que pedófilos usam o Orkut para colocar imagens de crianças em poses sensuais, apesar de acrescentar que “encontrar material pornográfico é mais raro”. O diretor reforçou a importância dos papéis de pais e educadores no acesso de filhos e alunos na internet. “Não há filtro que supere o diálogo entre pai e filho”, aconselhou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 250 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal