Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/10/2006 - Tribuna de Minas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga estelionato contra idosos por falsos funcionários do INSS


Estelionatrios esto se passando por funcionários do INSS para ter acesso a informaçes pessoais de idosos. A suspeita, investigada pela polícia, que, com os dados, os criminosos estejam forjando documentos para a realização de compras, sobretudo, via internet, ou montagem de firmas laranjas, segundo o delegado de Falsificaes e Defraudaes, José do Felizardo. Ontem, ele recebeu dois casos, registrados nos dias 29 e 30 do mês passado, nos bairros Industrial e Graja, nas Zonas Norte e Sudeste, respectivamente. Em um deles, um aposentado de 94 anos foi, ainda, induzido a assinar, sem ler, uma folha datilografada, apresentada como uma procuração. Tudo leva a crer que o idoso possa ter assinado uma declaração de empréstimo, autorizando a descontar o dinheiro na folha de pagamento, especula Felizardo, acrescentando que há um levantamento prévio de informações sobre as vítimas, feita pelos bandidos. Em ambas as ocorrências, os golpes foram aplicados por uma mulher loira, aparentando, aproximadamente, 40 anos, que age, por vezes, acompanhada por uma comparsa. As abordagens aconteceram nas residências dos idosos.

Persuasão

No caso registrado no Bairro Industrial, uma dona de casa de 83 anos apresentou, falsa funcionária do INSS, documentos pessoais, além da certido de óbito do marido. A golpista convenceu a idosa de que estava recadastrando os beneficiados. Hoje em dia, CPF e identidade so a base para se realizar compras, feitas virtualmente. Esses dados jamais devem ser fornecidos a estranhos, alerta o delegado. Na Gerência Executiva do INSS em Juiz de Fora, a informação de que cerca de 40 funcionários do instituto estão trabalhando no Censo da Previdência Social, iniciado em novembro do ano passado. O trabalho tem como objetivo identificar os segurados, eliminando os que no têm direito ao benefício. Para evitar a ação de golpistas, a orientação para os aposentados é que cobrem do recenseador documentos pessoais e a identificação funcional. Em caso de dúvida, possível confirmar o nome do trabalhador pelo telefone 0800-7801-91. Já se houver suspeita de estelionato, a Polícia Militar deve ser acionada pelo telefone 190.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 463 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal