Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/11/2008 - 180 Graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Roubo de energia aumenta e causa prejuízo ao Piauí

Por: Fábio Carvalho

Pelo menos 150 pessoas estão sendo ouvidas em inquérito policial.

Pelo menos 150 pessoas estão sendo ouvidas em inquérito policial que investiga os furtos e fraudes de energia elétrica no Piauí. Além das multas aplicadas para ressarcimento dos prejuízos causados para a Companhia Energética do Piauí-Cepisa e o consumidor de modo em geral, os acusados poderão responder na Justiça pelos crimes. Mais pessoas poderão ser autuadas pelas práticas dos crimes na capital e interior.

Na última sexta-feira uma equipe da Cepisa formada pelo o assessor da presidência da companhia, José Salan Batista Melo e do chefe de segurança Carlos Petrônio, juntamente com o delegado especial Francisco dos Santos Costa, o “Bareta”, responsável para atuar na repressão deste tipo de crime, traçaram estratégia para atuar e coibir o furto de energia no Estado.

De acordo com o policial, existem quadrilhas especia-lizadas em roubo de energia que atuam em todo país, e quando chegam ao Piauí, ficam hospedadas em hotéis enquanto realizam estes crimes em várias residências, escolas, comércios e até clínicas, da capital e do interior.

“Há estabelecimento que a fatura mensal era de R$ 8.000,00 com o serviço ilícito prestado pelos criminosos a fatura cai para R$ 2.000,00, o que é um absurdo, porque o prejuízo é dividido com toda a população”, afirma.

O delegado Bareta disse ainda que a zona Leste da capital tem o maior número de furto e fraude energia. As cidades-pólo do interior como Picos, Parnaíba e Floriano também estão entre a as cidades com elevado número de irregularidades constadas. Outro problema freqüente é a auto religação que está fazendo com que muitas pessoas sejam ouvidas pelo delegado, por que a auto- religação também caracteriza crime.

Bareta conta que com a atuação da polícia e a prisão em flagrante de algumas pessoas no ano passado, tinha diminuído este tipo de crime no Estado, mas afirma que o os atos ilícitos voltaram a crescer. O delegado afirma que a equipe da Cepisa e a polícia vão continuar coibindo quem ousar se utilizar destes atos que pode terminar com a prisão dos responsáveis.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 243 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal