Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/11/2008 - Gazeta de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bebida falsificada

Por: Ana Cristina Andrade

Depósito clandestino Por volta das 19h30, os policiais já tinham lacrado mais de 20 caixas com 12 garrafas cada.

Policiais civis da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas estouraram ontem um ponto que servia de depósito para engarrafamento e colocação de rótulos e etiquetas em bebidas destiladas. A "fábrica" funcionava nos fundos de uma casa da rua Bom Jesus, no bairro Alto, em Piracicaba. A suspeita é que o proprietário, de 66 anos, fornecia bebida para toda a região de Campinas.

Quando os investigadores chegaram, por volta das 14 horas, já do lado de fora visualizaram o homem que estava no quintal lacrando e etiquetando algumas garrafas de vodka, campari e até uísque. No chão estavam rótulos com os nomes de bebidas conhecidas no mercado, máquinas para lacre de tampas e selos para serem colocados sobre essas tampas.

Resta agora, de acordo com a investigação, descobrir onde os selos eram comprados. "Isso aqui deve ter ramificações e vamos continuar com as diligências para descobrir de onde ele trazia tudo isso", explicou um dos policiais.

As bebidas destiladas estavam acondicionadas em galões de 10 litros. Segundo a polícia, ele também fazia mistura de líquidos. Até o fechamento desta edição, os investigadores ainda não tinham a quantidade exata de garrafas apreendidas, mas até as 19h30 mais de 30 caixas de papelão com 12 garrafas cada haviam sido lacradas. As caixas eram personalizadas com o nome de cada bebida.

Há informação de que entre as bebidas fornecidas para toda a região, há marcas que custam no mínimo R$ 100. Os policiais informaram que estavam investigando os casos de falsificações em Piracicaba há dois meses e ontem vieram para a cidade por determinação do delegado Eduardo Simões Miraldi, para averiguar as denúncias de que os produtos eram vendidos também para Campinas.

SILÊNCIO. O dono da mercadoria acompanhou toda a movimentação dos policiais, mas não quis falar com a imprensa. Para um dos policiais civis, ele alegou que aquilo era seu meio de vida. A mulher dele, que declarou não saber sobre a transação, já que o depósito ficava na casa de uma parente do marido, pediu que o nome dele não fosse divulgado.

"Eu não sabia de nada, porque moro em outro lugar. Cheguei do trabalho e fui informada sobre o que aconteceu. Peço que não divulguem o nome dele, porque somos de família honesta e não queremos ficar expostos".

Apesar de o acusado permanecer sem algemas na hora da apreensão, os investigadores informaram que ele seria autuado em flagrante e recolhido em uma cadeia da região. A liberdade dele no quintal da casa, segundo eles, foi para poupar familiares que estavam assustados e também a esposa, que estava com a pressão muito alterada.

FLAGRANTE. Por volta das 21 horas os policiais civis encaminharam a ocorrência ao plantão policial, onde o delegado Rinaldo Puia os aguardava para definir em que crime o suspeito seria enquadrado.

Puia já havia sido informado sobre o caso antes mesmo de assumir o plantão, às 18 horas. A determinação para registro da ocorrência em Piracicaba partiu da Delegacia Seccional, de acordo com o assistente Ricardo Fiori.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 333 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal