Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/10/2008 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Arte de forjar exposta pela Polícia Judiciária

Por: João Carlos Malta


Mais toscas ou mais elaboradas, mas todas capazes de enganar qualquer leigo. Nas paredes estão obras de José Malhoa, Júlio Resende ou Manuel Cargaleiro – a fina flor da pintura nacional –, mas nada daquilo que se avista é verdadeiro. Assim é na exposição ‘O Verdadeiro/Falso’, nas instalações da Polícia Judiciária (PJ) do Porto, com 50 quadros, acumulados durante dez anos, cujos valores de mercado poderiam chegar aos 150 mil euros.

'Estas obras são principalmente apreendidas nas leiloeiras. Vão desde reproduções perfeitas, feitas por pessoas com alguma qualidade, até a uma fotocópia do original a que depois era acrescentada aguarela, verniz e uma moldura, para assim tentar enganar potenciais compradores', disse ao CM Delfim Torres, coordenador da Investigação Criminal da PJ do Porto.

O combate a este tipo de crime – algumas falsificações começam no estrangeiro – passa, segundo os inspectores da PJ, pela prevenção nos espaços de venda, mas, numa segunda etapa, os trabalhos já se encontram nas mãos dos lesados, os quais detectam as fraudes e apresentam queixa.

'Para confirmar se se trata de uma falsificação, muitas vezes confrontamos o autor, para que identifique o quadro; também consultamos especialistas do mercado e normalmente temos acesso ao original', disse o mesmo responsável policial ao CM.

Segundo a PJ do Porto, o objectivo da exposição ‘O Verdadeiro/Falso’ é dar a conhecer este espólio ao público.

PORMENORES

PREÇOS

Os preços das obras expostas variavam entre 50 e 150 mil euros apesar de serem imitações.

PENAS

Neste tipo de crime, a falsificação pode ter uma pena até aos três anos, a burla nos casos mais graves pode ir até aos dez anos.

FUTURO MUSEU

Quando terminarem os oito dias em que as obras estarão expostas, há vontade de criar um núcleo museológico.

AURÉLIA SOUSA

Uma imitação da pintora foi apreendida anteontem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 286 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal