Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/10/2008 - Campo Grande News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Traficantes de SP lavam dinheiro em MS, afirma promotor

Por: Nadyenka Castro


Em Campo Grande para palestra sobre lavagem de dinheiro, Arthur Lemos Júnior, promotor de Justiça do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) de São Paulo, afirmou que traficantes daquele Estado lavam dinheiro em Mato Grosso do Sul.

Segundo o promotor, que há quatro anos atua no combate ao crime organizado, traficantes de São Paulo possuem estabelecimentos comerciais no Estado. “Pessoas ligadas ao tráfico de entorpecentes têm estabelecimentos aqui. Exploram o dinheiro ilícito deles, lavam aqui, reciclando o dinheiro.”

O promotor explica que a situação não é exclusiva de Mato Grosso do Sul. “Isso existe aqui, mas existe em todo lugar”. E não é só o dinheiro do tráfico que é levado. Arthur diz que “há empresários daqui, de Campo Grande, que tem vínculos com empresas fantasmas em São Paulo”.

Arthur, que irá falar a promotores de Justiça e delegados do Estado, sobre aspectos jurídicos da lavagem de dinheiro e estudos de caso, explica que as organizações criminosas utilizam-se de atividades comerciais com circulação de dinheiro em espécie para a lavagem.
“Qualquer atividade comercial que trabalhe com dinheiro em espécie é escolhido. Porque fica muito mais difícil uma fiscalização. Fica muito mais fácil de justificar a origem do dinheiro. Restaurantes, hotéis, casas de show, postos de combustíveis. Todos esses tipos de atividade utilizam-se de dinheiro em espécie”.

PCC- O promotor revela ainda que nas investigações que faz sobre o PCC, já descobriu que há transferências de dinheiro de contas correntes de pessoas de São Paulo para Mato Grosso do Sul.

“Nós temos informafções de contas correntes que foram utilizadas aqui no Estado. São contas de pessoas jurídicas. Contas correntes de pessoas que integram o PCC. Elas transferiram dinheiro para pessoas situadas aqui no Mato Grosso do Sul; pessoas que não estão presas”.

Enfraquecido – Para o promotor, o PCC está mais enfraquecido. De acordo com ele, este enfraquecimento é resultado do desgaste por conta dos ataques ocorridos em 2006, que resultaram em vários integrantes isolados, em presídios de segurança máxima.

Arthur credita a situação também aos trabalhos de inteligência e a desburocratização de alguns procedimentos.

Ele explica que a organização passou a arrecadar dinheiro fazendo chantagens em familiares de presos e obrigando a compra de rifas. Depois, começou a utilizar de diversos crimes para conseguir dinheiro.

“Setores diferenciados da criminalidade acabam contribuindo com o partido. Então, quando se tem um grande traficante aqui no Mato Grosso do Sul, por exemplo, e ele quer ter a proteção, ou quer se valer da força do PCC ele contribui”.

O promotor participa em Campo Grande do Programa Nacional de Capacitação e Treinamento “Combate à corrupção e à lavagem do dinheiro”, que acontece até esta sexta-feira na Fundação Escola do Ministério Público Estadual.

“O objetivo é propiciar maior debate sobre o tema. A investigação é o meio mais eficaz de combater a atuação da organização criminosa. É através do combate a estrutura financeira dessas organizações que se consegue efetivamente desmantela-la”, diz Arthur.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 150 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal