Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/10/2008 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Anúncio de emprego pode esconder golpes; veja como se proteger


Uma oferta de emprego pode ser uma isca para fraudadores roubarem sua identidade. Foi o que demonstrou um estudo do site de recrutamento inglês iProfile, feito em parceria com a Polícia Metropolitana de Londres e uma empresa de segurança de informação.

Um falso anúncio de emprego foi publicado em jornal nacional inglês. Quem fizesse uma busca com o nome da empresa na internet - Denis Atlas - cairia em uma página que explicava que a oferta não exisitia e que fazia parte de uma pesquisa.

Mas 107 pessoas não tiveram esse cuidado e enviaram seus resumos profissionais, dentro do período de uma semana. Dos currículos recebidos, um trazia o número do passaporte do candidato, 20 (19%) tinham contatos de outras pessoas para referência, 61 (57%) tinham data de nascimento e 98 (91,5%) incluam o endereço completo. Segundo a pesquisa, com esses dados, o candidato poderia ter sua identidade roubada e ser vítima de fraude.

Realidade brasileira

Por aqui, no Brasil, especialistas da área de recursos humanos sempre batem na tecla de que não é preciso listar números de documento no currículo - eles apenas ocupam espaço e só serão usados nas etapas mais avançadas da seleção. Por outro lado, data de nascimento (que nunca se desatualiza) e endereço completo são dados obrigatórios nos resumos profissinais, em nossa cultura de seleção nas empresas.

Marina Tchalian, coordenadora da área de recrutamento e seleção da consultoria Across, diz que não há estudos nessa área no Brasil, mas aponta que, mais importante do que retirar dados do currículo, é verificar a confiabilidade da empresa que anuncia.

Se for uma consultoria, visite o site da organização e procure um telefone de contato. Se ainda assim ficar com receio, mas não quiser perder a chance, caso a vaga exista de verdade, use o e-mail. Envie uma mensagem sucinta, demonstrando interesse e procurando saber mais da empresa, mas sem entregar o currículo de antemão.

"Apresente-se, falando apenas sua idade, a última posição que ocupou e o seu tempo de experiência. Diga que, caso a empresa esteja interessada em seu material, está à disposição", diz.

Se o anúncio vier de uma empresa conhecida, você pode ligar para o setor de recursos humanos da companhia e checar se a vaga existe mesmo. "Se a empresa lhe der o e-mail de quem está cuidando diretamente da seleção, será ainda melhor para você", afirma Tchalian.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 210 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal