Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/10/2008 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Clonagem de cartão é o golpe da vez

Por: Lígia Ligabue


Um aparelho simples que provoca grandes estragos. Bauru foi invadida por “chupa-cabras”, equipamentos que são acoplados aos terminais de auto-atendimento bancários e que copiam dados das contas dos clientes, inclusive a senha. Nos últimos 15 dias a Polícia Militar (PM) apreendeu três máquinas dessas - a última, no final de semana passado. De acordo com o Procon, o número de vítimas que procuraram auxílio aumentou nos últimos dias. Em alguns casos, o prejuízo passou dos R$ 18 mil.

Uma funcionária pública conta que percebeu o prejuízo três dias depois da primeira movimentação ilegal. “Fui verificar um detalhe da minha conta e me deram um extrato. Só percebi que estava negativo depois. Quando voltei na agência e fui perguntar o que tinha acontecido, vimos que tinham feito quatro transferências de valores de R$ 2 mil cada uma”, relata.

Além disso, os estelionatários efetuaram um empréstimo pessoal na conta da vítima de R$ 7,4 mil. “Os boletos de cobrança já chegaram em casa. São prestações de R$ 430,00 que eu tenho que pagar mensalmente até 2011”, conta. Somando-se aos saques feitos pelos estelionatários, o prejuízo da funcionária pública passou dos R$ 18 mil.

Como a soma foi alta, ela ainda não foi ressarcida pelo banco. Ela é cliente da Nossa Caixa, instituição predileta dos golpistas. De acordo com o técnico em eletrônica Eliphas Bueno Rezende, o banco não possui alguns mecanismos de segurança que dificultam a fraude, como a presença de chip nos cartões.

A vítima acredita que seu cartão foi clonado quando usou um caixa eletrônico instalado em um supermercado. “Fiz um saque. O único que fiz fora de uma agência bancária”, diz. A funcionária pública garante que foi prontamente atendida pelo banco, que cancelou seu cartão e a senha. “Até já recebi um novo cartão, mas ainda não usei. Estou receosa”, conta.

Desde o início de outubro, a PM apreendeu três aparelhos “chupa-cabras” instalados em terminais da Nossa Caixa em Bauru. O último deles foi encontrado sábado. O maquinário foi descoberto em um caixa eletrônico localizado em um estabelecimento comercial da zona sul. Na semana passada, dois aparelhos também foram apreendidos - um no dia 9, no Centro, e outro no Jardim Cruzeiro do Sul, no dia 4.

Vítimas

Nas últimas semanas, pelo menos quatro pessoas procuraram o Procon para alertar sobre movimentações irregulares nas suas contas. Além disso, a PM registrou ocorrências de algumas vítimas de Bauru e região. Em Lençóis Paulista, uma pessoa procurou os policiais para denunciar débitos em sua conta no banco Nossa Caixa. No dia 7, o desfalque foi de R$ 598,85. No dia seguinte, dois saques totalizando R$ 592,57. Como ele garante não não ter feito as movimentações, acredita que seu cartão foi clonado.

Também no dia 7, uma outra correntista da Nossa Caixa verificou saldo negativo em sua conta. Foram realizadas quatro transferências no valor de R$ 2 mil cada uma, um saque de R$ 600,00, um empréstimo eletrônico de R$ 7,4 mil e três saques de R$ 800,00. Todos esses movimentos foram realizados entre os dias 22 e 25 de setembro.

Uma terceira cliente do banco informou ter percebido saques em sua conta corrente, no valor de R$ 8,7 mil, entre 20 de setembro e 5 de outubro. No último dia 4, recebeu em sua residência três extratos de empréstimo feitos em caixas eletrônicos no valor de R$ 8,5 mil. Ela garante que não movimentou sua conta corrente nesse período e nem efetuou os empréstimos. Ao procurar sua agência, foi informada que seu cartão podia ter sido clonado.

Procurada pelo Jornal da Cidade, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) informou que os casos de estelionatos são apurados pelos Distritos Policiais da área onde foi afetuada a clonagem. A delegacia especializada receberia cópia da ocorrência para análise. Comprovada a ação de quadrilha, o caso é apurado pela DIG. Porém, como a Polícia Civil está em greve, não há investigações em andamento sobre esses crimes.

No início de outubro, dois homens foram presos em Bauru pela PM suspeitos de terem instalado um “chupa-cabras”. Eles teriam admitido aos policiais militares que instalaram o aparelho no caixa eletrônico pela manhã e, do quarto de um hotel na cidade, com o auxílio de um notebook, armazenavam as senhas dos clientes que utilizavam a máquina de auto-atendimento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 217 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal