Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/10/2008 - Imirante.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos golpistas que atuavam no Maranhão e PI


TERESINA - Uma quadrilha interestadual especializada em aplicar golpes no comércio com a utilização de documentos falsos foi presa quinta-feira última por policiais que integram a Comissão de Combate às Ações do Crime Organizado (Cico), do Piauí, sob o comando do delegado Bonfim Filho. O prejuízo, segundo os policiais, é a ordem de R$ 500 mil.

Durante as investigações foram presos Gerino de Brito Vieira, que é apontado como o líder da quadrilha; Deusdethe de Sousa Gália Filho; Jair Lopes Teixeira; Emerson Santos de Sousa; Valdefran Leandro Montes e Walderlan Ferreira de Melo. Dois acusados de envolvimento no grupo, cujos nomes não foram revelados, estão foragidos, mas o delegado Bonfim Filho afirmou que tudo está sendo feito para que eles sejam localizados e presos. Em poder dos acusados, a polícia encontrou carteiras de identidade e cédulas em branco, carteiras de trabalho, talões de cheque, cartões de crédito, documentos de veículos verdadeiros e falsos, e carnês de empréstimos de financeiras, aparelhos de telefones celulares, veículos, computadores, aparelhos de som e vários outros objetos.

RELAÇÃO

Segundo Bonfim Filho, o grupo conseguiu em Caxias, no Maranhão, uma relação com nomes de trabalhadores rurais daquela região e passou a falsificar contracheques, comprovantes de renda e de endereços e depois usaram para aquisições de cartões de créditos, abertura de contas e fazer compras no comércio. “Eles conseguiram com amigos de Caxias uma relação com nomes, número de identidade e CPF de trabalhadores de um assentamento daquele município, que transportavam estes dados para as cédulas em branco, complementando com dados fictícios e praticavam o golpe”, explicou o delegado.

O caso somente passou a ser investigado quando os empresários, por meio dos seus departamentos de cobranças, passaram a procurar essas pessoas e não as encontraram nos endereços citados.

Bonfim Filho garantiu que as investigações em torno das ações do grupo continuam, agora com a participação do delegado regional de Caxias, Jair Paiva, e da polícia cearense, pois existem indícios de que o bando tem ligações com grupos especializados em clonagem de cartões de crédito com base na cidade de Novo Oriente, no Ceará.

Para o delegado, essa é uma das maiores e mais bem organizadas quadrilhas já desbaratadas pela polícia em Teresina, no Piauí, isto em se tratando de crime de estelionato, pois são cautelosos em suas ações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 312 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal