Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/10/2008 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Uso de SBT para lesar chega a MT

Por: Alecy Alves


Um golpe de estelionato aplicado em nome do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), comum em cidades do Nordeste, está fazendo vítimas em Cuiabá e outros municípios mato-grossenses. Através de mensagens telefônicas, em que ofertam sorteios de carros e dinheiro, os bandidos anunciam a trama denominada: “SBT – Promoção 2008”.

A microempresária Joelma de Almeida, moradora do bairro Goiabeiras, perdeu R$ 200 em crédito de celular e teve de comprar produtos da marca Nestlé para, supostamente, receber um veículo modelo Citroen, R$ 5 mil como prêmios e brindes extras no dia da entrega do carro.

Joelma sofreu o golpe na última sexta-feira, ao receber a mensagem informando sobre os prêmios que receberia e pedindo que retornasse a ligação. Ao ligar para o número fornecido na mensagem, um homem com sotaque nordestino, que se identificou com o nome de “Edilson”, diretor do SBT, “confirmou” que ela havia sido sorteada na promoção da emissora, através do programa Domingo Legal, apresentado por Gugu Liberato.

“Você não assistiu quando divulgaram o número de seu celular no programa?”, indagou o bandido. Em seguida, passou a ligação para outro homem, quando ela soube que para receber os prêmios teria de adquirir R$ 200 em crédito para celular da operadora TIM e dois alimentos da marca Nestlé. Ela teve 40 minutos de prazo para cumprir as tarefas, sob pena de “perder” os prêmios. A determinação foi para que Joelma retornasse a chamada ligando de um telefone fixo, fornecendo os códigos dos cartões telefônicos e os códigos de barra dos alimentos.

Somente depois de inserir os créditos em favor dos bandidos a microempresária percebeu que estava sendo enganada. “É uma situação humilhante, me senti uma burra”, lamentou-se, observando que uma vizinha que estava junto com ela chegou a conversar com bandido que estava ao telefone.

Entretanto, não tinha mais o que fazer, a não ser questioná-lo sobre a promoção. Joelma se recorda que, como forma de dar credibilidade à armação, o golpista fornece um código (em número) para a pessoa se identificar como a “premiada”, no momento que retornasse a ligação.

A reportagem do Diário ligou para o número de telefone celular que aparece na mensagem recebida por Joelma. Forneceu o código que ela obteve como exigência, segundo os golpistas, para se identificar como a “premiada”. Um homem atendeu o telefonema e, depois de ouvir a senha, transferiu a chamada para outro setor, que seria o da “promoção”, onde a reportagem falou por alguns segundos com um suposto diretor geral do SBT, de nome Leonardo Galvão Filho.

O diálogo chegou ao fim quando teve de explicar porque alguém, com cargo tão importante, estava atendendo as ligações telefônicas para explicar as regras da premiação e anotar os nomes dos premiados. Na internet, digitando o nome do suposto diretor, é possível encontrar reportagem denunciando golpes similares ocorrido no país.

Até ontem à tarde, Joelma de Almeida não havia registrado queixa na polícia. Ela está indecisa sobre quais medidas adotar, já que a central telefônica que origina essas armações estaria sediada no estado do Ceará.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 235 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal