Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/10/2008 - Tribuna do Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cearense é preso com material para clonagem de cartões


Policiais da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) prenderam na manhã de ontem o cearense Luiz Almir Barbosa de Carvalho, 36 anos, detido em casa, no bairro de San Vale, com farto material para a clonagem de cartões de crédito. Ele é acusado de estelionato em outro Estado.

Segundo a delegada Alzira Veiga, titular da Deatur, há uma semana os policiais investigavam uma denúncia anonima dando conta que na casa de Luiz Almir havia um movimento “suspeito”. Ao descobrir a identidade do dono da casa, a polícia confirmou que ele tem mandado de prisão em aberto no Ceará. Com base nessa informação, os policiais foram às 5h30 de ontem à casa do cearense o detiveram.

Nas buscas no imóvel, a polícia encontrou uma espécie de oficina usada para fabricar aparelhos de clonagem. Lá foram encontrados cartões em branco e equipamentos para copiar e inserir dados nas tarjas magnéticas.

O suspeito foi levado à Deatur, no Praia Shopping, onde acabou autuado. Ele contou aos policiais que não fabricava os equipamentos e que chegou a comprá-los em São Paulo por R$ 25 mil. A polícia desconfia dessa versão. “Pelo que vimos eles fazia os equipamentos”, disse a delegada.

Luiz Almir tem um mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Criminal de Fortaleza, por um assalto ocorrido em 2005. Por esse crime, ele foi condenado há cinco anos e quatro meses em regime semi-aberto, mas não cumpriu a pena. “Não existe contramandado”, confirmou a delegada.

A policial explicou que a prisão aconteceu no momento certo, porque o suspeito já estava com as malas prontas para viajar. “Ele estava em casa com a mulher e o filho de malas prontas para o Maranhão. Nós encontramos lá uma mini-oficina, onde o acusado clonava cartões e produzia aparelhos para este fim, como chupa-cabra”, declarou a delegada.

Alzira Veiga informou que Luiz Almir será autuado pelo crime de furto qualificado. “Ele utilizava as máquinas construídas por ele mesmo para instalar nos caixas-eletrônicos e pegar as informações das vítimas. Ainda não dá para sabermos quanto o acusado conseguiu arrecadar nesse período em que esteve em Natal”, disse. A polícia informou que ele responde a inquéritos no Tocantins, Maranhão e São Paulo. A TN não conseguiu falar com o preso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 272 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal