Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/09/2008 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF captura acusados de fraudar documentos para sacar FGTS

Por: Jully Camilo


A Polícia Federal (PF) prendeu na tarde de ontem três pessoas acusadas de falsificar documentos na tentativa de sacar o beneficio do FGTS. São eles: Francisca Lica da Silva, 60, que se dizia professora; Terezinha Costa Leite Pinheiro, 66, que se passava por servente e um homem ainda não identificado. Ambas residem na Vila Nova – área Itaqui Bacanga. Eles apresentaram documentos na agência da Caixa Econômica Federal do São Cristóvão, como se fossem funcionários da Prefeitura de Olho d’Água das Cunhãs, admitidos em 1966 e 1962, respectivamente, na tentativa de sacar o beneficio de R$ 5 mil cada um.

Segundo o advogado da prefeitura, José Ribamar Costa, todos os funcionários que trabalhavam em regime seletista até o ano de 1989 tinham direito ao FGTS, após esse ano eles passaram para o regime jurídico estatutário por força da lei n° 364. “A prefeitura negociou com essas pessoas e parcelou esses débitos em quantias que variavam de R$ 2 a R$ 4 mil reais, no máximo. E na realidade esta lista com os respectivos nomes ainda nem foi concluída, como poderia já ter aparecido os dessas pessoas no banco”, relatou ele.

Na segunda-feira, 22, o sistema do banco identificou as ordens de pagamento com lançamentos para terça-feira e comunicou a prefeitura, questionando se estava tudo correto para os respectivos pagamentos. “Foi aí que percebemos que se tratava de fraude, pois a listagem com os nomes dos funcionários ainda não havia sido enviada para a Instituição Financeira. Chegando lá fomos informados de que estava na previsão mais seis saques que também desconhecíamos”, declarou o advogado.

A prefeita do município, Lauraci Martins de Oliveira, tomou conhecimento do caso e além de acionar o setor jurídico da prefeitura, convocou também as secretarias de Finanças e Administração para comparecerem junto ao banco e denunciar a suposta fraude. De acordo com José Ribamar, o banco teria acionado imediatamente a PF por se tratar de um crime federal, que prendeu em flagrante os acusados. Eles haviam preenchido as carteiras de trabalho com informações falsas, bem como o processo que foi iniciado na Caixa, além da falsificação do carimbo e da assinatura da prefeita.

Os secretários de Recursos Humanos, Paulo Lima de Moraes, e o secretário de Finanças, Rogério Castro, foram chamados à superintendência da Polícia Federal e afirmaram que não reconhecem os acusados como funcionários do município. A PF continuará com as investigações, pois se suspeita que outros envolvidos tenham fugido conseguido fugir no momento da abordagem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 261 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal