Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/09/2008 - 180 Graus / Jornal Meio-Norte Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Investigado esquema de fraude com Carteira de Identidade no PI

Por: Sávia Barreto


O professor Manuel Barros Júnior, de 48 anos, da rede estadual de ensino passou a receber seu parco salário mensal de R$ 1.060,00 com descontos mensais de empréstimos consignados feitos nos bancos Sofica S/A e Bonsucesso que nunca fez ou recebeu o dinheiro.

Em seu contracheque do mês de junho emitido pelo Governo do Estado, Manuel Barros Júnior teve descontados prestações de R$ 155,54, de um empréstimo consignado que realmente fez no Banco do Brasil; de R$ 184,00 do Banco Sofisa; e de R$ 78,71 do Banco Bonsucesso.

“Eu não fiz os empréstimos consignados junto aos Bancos Sofisa e Bonsucesso”, afirma Manuel Barros Júnior.

Ontem, ao falar com o presidente da Comissão de Investigação do Crime Organizado (Cico), delegado Francisco do Bonfim Filho, Manuel Barros Júnior descobriu que está sendo vítima de um esquema de fraude de carteiras de identidade investigado no Instituto de Identificação da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Barros Júnior já tinha recebido a informação dos delegados do 1o- Distrito Policial (DP) de Teresina de que um esquema criminoso está operando com os dados da folha de pessoal da Secretaria Estadual de Educação para conseguir carteiras de identidade em nome de professores e servidores para fazer contratos fraudulentos de empréstimos consignados.

Manuel Barros Júnior falou que nunca perdeu os documentos. Ele é branco e tem os cabelos encarocolado e sua carteira de identidade tem uma fotografia feita quando era ainda adolescente.

Quem fez os empréstimos consignados em seu nome e descontados em seu contracheque da Secretaria Estadual de Educação é um homem moreno com bigode, mas no documento tem o mesmo dia de seu nascimento, 14 de abril de 1990, nasceu também em Teresina e na filiação tem os nomes de seus pais, Manuel Barros e Heloísa Carvalho Barros.

A única diferença é que o número da carteira de identidade de Manuel Barros Júnior é o de número 298.499 e o de seu duplo, o homem que usa seus dados para dar golpes de empréstimos tem o número 915.483.

“É uma situação absurda porque roubaram meus dados e eu tenho que provar não ter sido eu que fiz os empréstimos. Descobriu que o homem usando meu nome e carteira de identidade está fazendo compras para pagamento em prestações com meu nome”, afirmou Manuel Barros Júnior , o verdadeiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 431 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal