Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/09/2008 - W News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Spam sobre oferta de empregos é a nova tática dos crackers para contaminar PC dos internautas


Spams que informam sobre promoções supostamente imperdíveis ou produtos milagrosos já são comuns na internet. A novidade é que agora os spammers estão investindo em novos temas e parecem não ter limites para atingir seus objetivos escusos.

Em uma das mensagens, o usuário é avisado sobre o seqüestro de uma criança próxima a ele (sua filha, por exemplo). Para o resgate, é exigido o pagamento de uma determinada quantia em dinheiro, geralmente US$ 50 mil. Com o intuito de tornar a fraude mais realista, o criminoso anexa uma foto que seria da criança seqüestrada, mas, na realidade, trata-se de um arquivo que instala um malware ao ser aberto.

Outra tentativa de fraude ocorre quando as vítimas em potencial são pessoas em busca de emprego. O internauta recebe um link que detalha uma vaga, incluindo os vários benefícios oferecidos pela empresa. Para se candidatar, é necessário preencher uma ficha que, na verdade, é um arquivo executável, que insere componentes maliciosos no computador. Outros assuntos utilizados para a criação de e-mails fraudulentos incluem as eleições nos Estados Unidos e o conflito entre Rússia e Geórgia e os Jogos Olímpicos de Pequim.

As informações são de um relatório da empresa de segurança Symantec sobre spams, que aponta que as mensagens indesejadas já correspondem a 80% do tráfego de e-mails da internet. Os Estados Unidos seguem liderando a lista dos países que mais enviam spams, com 27% de participação. Em seguida vêm Turquia e Rússia (ambos com cerca de 7%), Brasil (4%) e China (3%).

Na distribuição por assunto, o primeiro lugar é dos e-mails com ofertas de bens e serviços eletrônicos ou relacionados à internet (com 27%), produtos como aparelhos eletroeletrônicos e roupas (20%) e temas relacionados a finanças e saúde (cada um com 17%).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 318 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal