Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/09/2008 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher é presa após enganar professores com curso falso

Por: Jully Camilo


Agentes da equipe de captura da Delegacia de Defraudações prenderam, no final da manhã de ontem, Celene Carneiro Coelho, 42 anos, na Avenida Vitória, nº 10, no Bairro Rio Grande/Maracanã, acusada de contratar professores de Inglês para ministrar aulas em um Programa Público falso. Celene contratava docentes para dar aulas aos finais de semana para alunos da rede pública e privada, que pagavam a quantia de R$ 10 por mês, pelas lições. No entanto, o curso já existia há dois meses e até o presente momento ela não estava honrando com seus compromissos trabalhistas. Ela foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato.

Segundo o delegado Marco Aurélio Fonseca, Celene, que não possui residência fixa na capital, chegava aos bairros como São Cristóvão, Pedrinhas, Maracanã, São Bernardo, entre outros, e dizia às pessoas que era graduada em universidades de nível internacional, que havia concluído doutorado em Inglês. Afirmando que fazia parte de uma instituição de renome nacional e que havia feito uma parceria com o governo federal, para dar início ao Programa Educa Maranhão. “Ela fazia parceria com as escolas para que lhes cedessem seus espaços nos fins de semana e lá as aulas eram ministradas”, disse ele.

A acusada pedia referências de docentes que dominassem a língua e prometeu pagar R$ 120 por mês, pelas aulas, além da possibilidade de intercâmbio em outros países e doações de bolsas de graduação e pós-graduação pelo governo federal. Para convencer os professores Celene contou que o projeto foi aprovado em Brasília e que havia sido destinada uma verba de R$ 15 mil para seu pleno funcionamento. Ela enfatizou ainda que possuía autorização do MEC para funcionar e era parceira da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), que seria a responsável pela expedição dos certificados.

“Quando chegavam os dias de dar as aulas ela ia para os bairros e sempre dava alguma desculpa para ter que dormir em nossas casas. Com isso ela ficava e se aproveitava de nossa boa vontade, dando muitas vezes nosso endereço como referência de sua residência. Começamos a suspeitar que tudo isso se tratava de uma fraude e decidimos procurar o MEC, a coordenação do curso de Letras e a reitoria da Ufma e fomos informados de que tal convênio e tal programa não existiam. Procuramos a polícia e, para nossa surpresa, Celene já havia sido presa por estelionato e se tratava apenas de uma golpista. O pior é que a mulher reteve nossos documentos pessoais e tememos por isso, afinal nunca se sabe o que pessoas como ela podem fazer com isso nas mãos”, denunciaram cerca de 20 professores que estavam na Defraudações, registrando ocorrência contra Celene.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 305 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal