Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/09/2008 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Prejuízo de R$ 500 mil. Descoberto golpe bancário


Dois homens foram presos por policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Polícia Civil sob a acusação de aplicar golpes em agências bancárias da Capital. O negócio fraudulento da dupla chegou a causar um prejuízo de meio milhão de reais a um banco privado. O ‘escritório do estelionato’, como foi denominado pela Polícia, funcionava numa churrascaria no bairro Cidade dos Funcionários (Zona Sul de Fortaleza).

Carlos Alberto Fechinni Caldas, 41; e Luiz Henrique de Moura Sene, o ´Gordão´, 40, são proprietários da Churrascaria Picanha do Bali, na Cidade dos Funcionários. As identidades deles foram divulgadas por representantes de bancos lesados pela dupla.

Com a desculpa de oferta de empregos, a dupla tinha acesso a documentos pessoais de candidatos às supostas vagas e de funcionários da churrascaria, usando os nomes de pessoas com ´ficha limpa´ para criar empresas ´fantasmas´. Pelo menos 70 pessoas serviam como donos das empresas, tornando-se ´laranjas´ da dupla.

Usando os ´laranjas´ - sem o conhecimento destes - a dupla abria contas em agências bancárias no nome das empresas ´fantasmas´, retirava talões de cheques e iniciava movimentações financeiras entre as contas, inicialmente com dinheiro reduzido, não despertando suspeitas por parte dos bancos.

Graças ao volume elevado de movimentações, as empresas acabavam sendo consideradas ´clientes vips´ e os dois homens obtinham, facilmente, antecipações de crédito (empréstimos bancários), jamais honrados. Pelo menos 20 agências bancárias foram lesadas. O prejuízo maior, de um único banco privado, alcançou R$ 500 mil, segundo apurou a Polícia Civil.

A Polícia chegou a Carlos Alberto Fechinni e a Luís Henrique Sene com a colaboração de uma empresa paulista de prestação de serviços na área de investigação e segurança, que apurou as fraudes por cerca de dois meses. As informações colhidas foram repassadas à DDF, em Fortaleza, que confirmou o estelionato e os golpes às agências bancárias pela dupla, além de clonagem de cartões.

Carlos Alberto Fechinni foi detido no interior de uma agência bancária, no bairro Montese, quando se preparava para obter mais um empréstimo de forma fraudulenta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 417 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal