Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/09/2008 - Jornal Cidade (Rio Claro) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia alerta sobre novo golpe contra as mulheres e idosos


Atenção. Os golpistas voltaram a atacar e dessa vez com uma modalidade nova, mas também já muito conhecida nos meios policiais. O modo de agir dos marginais geralmente é o mesmo, ou seja, eles simulam o pagamento de uma falsa dívida. Antes de atacar, o bando tenta reunir o maior número possível de informações a respeito de sua próxima vítima, como o nome dos filhos, quantos netos tem e tudo mais que facilite a aplicação do golpe. Suas vítimas preferenciais são mulheres e idosos.
Com essas informações, o golpista bate à porta da casa e alega que veio pagar uma dívida de um de seus parentes. Ele sempre promete pagar a suposta dívida que, na maioria das vezes, é de R$ 30,00.
O golpista então apresenta uma nota de R$ 50,00 e pede o troco para sua vítima. Em alguns casos, a pessoa convida o estranho a entrar, quando o marginal aproveita para furtar objetos de valor. Em outros casos, o bandido vem armado e dentro do imóvel da vítima anuncia o assalto. Atenção. Geralmente o bandido já sabe o nome de algum integrante da família para facilitar a aplicação do golpe e sua entrada na casa.
Por isso, todo cuidado é pouco e, para evitar a ação dos bandidos, a Polícia Militar repassa algumas dicas. Segundo o comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI), tenente-coronel Antônio Marcolino Vieira, os golpistas aproveitam para agir diante de alguma fraqueza de suas vítimas, por isso não aceite qualquer conversa, mesmo que o bandido saiba o nome correto dos integrantes da família.
"Ao atender estranhos, mantenha sempre os portões fechados e nunca convide nenhum desconhecido a entrar no imóvel", alerta o comandante do 37º BPMI. Ele também alerta que, em alguns casos, os bandidos tentam imitar o uniforme e crachá de empresas, por isso é aconselhável verificar a documentação dos funcionários das companhias de telefone e energia, por exemplo.
"Um funcionário dessas empresas conceituadas nunca terá problema em exibir sua funcional. Já o golpista, se for questionado a respeito do emprego, frequentemente poderá ficar nervoso ou fornecer informações incompatíveis com sua suposta função", lembra a PM. E como não poderia deixar de ser, a Polícia Militar deve ser avisada imediatamente em caso de algo suspeito.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 188 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal