Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/08/2008 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM desarticula bando que usava documentos falsos e sacava grana


Após monitoramento e investigações, uma equipe de policiais coordenados pelo sargento Marinho (Serviço de Inteligência da PM) conseguiu prender na tarde de ontem, quando se preparava para sacar mais um ‘empréstimo’ na Caixa Econômica Federal (CEF), no Monte Castelo, um estelionatário acusado de aplicar golpes em instituições bancárias, utilizando documentos falsificados e em nome de terceiros.

À reportagem do Jornal Pequeno o sargento Marinho disse que o primeiro a ser preso, no interior da Caixa Econômica, foi José Raimundo dos Reis (Rua da Manga, 63, Coroadinho) que, investigado, “entregou” Manoel Casemiro Costa (Rua 6, Quadra 15, casa 26, Conjunto Itaguará/Cohatrac), acusado de ser dono da ‘empresa’ no Conjunto Manaíra, na área do Maiobão, onde seriam falsificados os documentos para os golpes.

José Raimundo, Manoel Casemiro e Júnior Cabeça foram autuados em flagrante por estelionato e falsidade ideológica

No Coroadinho, onde foi detido, Casemiro Costa ‘abriu o bico’ depois de interrogatório e ‘dedurou’ José Ribamar Mendes da Silva Júnior, o “Júnior Cabeça” (Unidade 205, Rua 26, casa 23, Cidade Operária) como líder do bando e mentor dos golpes.

Todos para a Polícia Federal - Em seguida, orientado pelos militares, Casemiro marcou por telefone um encontro com o ‘chefe’ no Retorno da Forquilha, onde os policiais do SIPM ‘deram o bote’ e também prenderam Júnior Cabeça. Todos foram conduzidos para Superintendência da Polícia Federal, tendo em vista que um dos envolvidos havia sido preso no interior da CEF. O delegado da PF designado para o caso, no entanto, após analisar a situação juridicamente, entendeu que não tratava de golpe contra a Caixa e sim de um crime comum.

Sacaram R$ 15 mil na CEF - Os acusados foram então conduzidos para o Plantão Central Beira Mar e o delegado os autuou em flagrante por estelionato, falsidade ideológica, falsificação e uso de documentos falsos. A polícia também apreendeu com o trio, dois automóveis Gol, um deles locado e o outro será submetido à perícia para verificação de roubo. Segundo o sargento Marinho, os estelionatários já haviam conseguido sacar R$ 15 mil na CEF, sendo R$ 5 mil na segunda-feira, R$ 10 mil na terça-feira e ontem, seriam sacados mais R$ 3 mil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 252 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal