Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/08/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gerente de banco preso em Vitória chegou a desviar R$ 345 mil

Por: Letícia Gonçalves


O golpe do gerente do banco Itaú, preso no último dia 19, acusado de desviar dinheiro de uma cliente, era ainda maior do que se pensava. Além dos R$ 195 mil transferidos da conta da mulher para outro banco, a polícia descobriu que Adriano de Souza pretendia ainda realizar um saque de R$ 150 mil. O dinheiro foi desviado da conta da mesma cliente para outro banco. A previsão de saque era para o dia 20, quando ele e outros membros de uma quadrilha que falsificava documentos já estavam atrás das grades.

Agora a cliente espera a devolução dos R$ 195 mil - que chegaram às mãos dos bandidos, mas devem ser ressarcidos pelo banco Itaú - e ainda dos R$ 150 mil bloqueados pelo banco que recebeu a transferência.

O advogado da mulher, Anselmo Delfino, diz que a cliente descobriu o novo golpe quando foi prestar depoimento sobre o caso na Divisão de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, nesta terça-feira (26). Ele conta que a Polícia Civil cruzou dados bancários e descobriu a transação. "A insegurança da minha cliente é muito grande. Ela não sabia (do novo desvio) porque ela nem movimentava essa conta. Tirava extrato todo mês, mas confiou o dinheiro dela ao banco", afirma o advogado. Ao todo, foram R$ 345 mil desviados da conta da mulher. O dinheiro era proveniente da venda de um apartamento.

O caso

O gerente da agência do banco Itaú de Camburi , em Vitória, Adriano de Souza, foi preso no dia 19 de agosto acusado de facilitar a transferência ilegal de R$ 195 mil de uma cliente para outra agência bancária. Ele ganharia R$ 50 mil pela ação criminosa. Outras três pessoas que participaram do golpe dividiriam o restante: Iara, Emílio e Carlos Eduardo.

O saque foi efetuado por Iara com documento falso confeccionado pela Construmega, empresa de fachada para a produção de carteiras de identidade e de habilitação frias. Os quatro foram detidos em vários pontos da Grande Vitória. A assessoria de comunicação do banco Itaú não quis se pronunciar sobre o assunto.

O delegado André Cunha, da Divisão de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, responsável pelo caso, disse na ocasião da prisão que o gerente facilitou o golpe aplicado sobre a cliente. "É lamentável, com o salário e com a estrutura que ele possui".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 242 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal