Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/08/2008 - Jornal da Madeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mais duas notas falsas detectadas em supermercados

Por: Ferdinando Bettencourt


Uma nota de 100 euros e outra de 50 supostamente falsas foram detectadas em duas superfícies comerciais no início desta semana, com a particularidade de estarem na posse de emigrantes da Venezuela.
Ambas as notas foram detectadas em supermercados para pagamento de produtos adquiridos nessas unidades comerciais, sendo uma na Ribeira Brava e outra na Calheta.
As pessoas envolvidas foram devidamente identificadas numa primeira intervenção por parte da PSP das Esquadras dos respectivos concelhos, tendo os casos transitado para a Polícia Judiciária a quem compete investigar situações desta natureza.
De referir que, segundo notícia veiculada recentemente pelo JM, desde o início do ano e até ao passado dia 8 deste mês, foram abertos na Região 250 inquéritos relacionados com situações de passagem de notas falsas. No âmbito destes 250 processos, foram apreendidas 832 notas falsas.
Segundo esclareceu, na altura, o coordenador da PJ do Funchal, Carlos Farinha, o facto de terem sido apreendidas 832 notas significa que em várias situações foi possível além de uma determinada nota que foi detectada, apreender outras.
Por outro lado, é de referir que as entidades que detectam mais notas falsas são os bancos, até porque são aqueles que têm mais meios para essa detecção, seguidos dos estabelecimentos comerciais e dos postos de abastecimento de combustíveis.
O fenómeno da passagem de notas falsas apresenta uma certa sazonalidade, porque está associado a pessoas que adquirem notas no estrangeiro, em circuitos menos seguros, mas mais expeditos, e que depois constatam que na quantidade de notas obtidas parte delas são falsas. Neste sentido, este tipo de situação ocorre com mais frequência nos meses de Julho, Agosto e Dezembro, que são as alturas em que há mais pessoas a virem de férias.
Na maior parte dos casos registados, os intervenientes são terceiros que agem de boa-fé, ou seja, estão a efectuar pagamentos sem se aperceberem que estão a fazê-lo com notas falsas. Esse desconhecimento resulta muitas vezes do facto de nos sítios onde as notas são adquiridas a qualidade da falsificação ser significativa.
Daí que, para prevenir este tipo de ocorrência, as pessoas devam adquirir divisas apenas nos sítios habilitados para o efeito.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal