Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/08/2008 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos homens que clonavam dados de servidores


A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (26), no bairro de Vila Rica, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, os irmãos Josiel Francisco de Souza, 36 anos, e Maria Jobebe de Souza, 49. Os dois, autuados em flagrante por estelionato, admitiram ter comprado mais de 300 mil dados cadastrais com informações de servidores públicos municipais, estaduais e federais com o objetivo de clonar cartões de crédito, solicitar linhas telefônicas em nome de laranjas e conseguir empréstimos consignados. Na lista, havia até dados pessoais de desembargadores, juízes e policiais. A Delegacia de Repressão ao Estelionato, responsável pela prisão, ainda não conseguiu saber o tamanho do golpe. Revelou apenas que o prejuízo do Unibanco, que teve mais de 100 cartões de crédito clonados, ultrapassa os R$ 150 mil.

De acordo com informações policiais, a investigação teve início em abril após o banco ter prestado uma queixa. Só ontem, o mandado de busca e apreensão na casa dos dois irmãos foi cumprido. Lá, os policiais apreenderam 46 cartões de crédito, um computador, vários contratos assinados e já preenchidos para realização de empréstimos e um CD com dados pessoais. Em depoimento prestado na Delegacia de Repressão ao Narcotráfico, a dupla informou que comprou os dados na Praça da Independência, no Centro do Recife. Outra maneira de conseguir nomes completos, endereço, telefone, CPF e número de identidade era abordando pessoas mais humildes no meio da rua.

“Eles abordavam as pessoas e ofereciam entre R$ 20 e R$ 30 por informações pessoais. De posse desses dados, ligavam para as operadoras de cartão de crédito e solicitavam o cartão. Após um tempo, o pedido chegava à residência da dupla de estelionatários”, explicou o Erivaldo Guerra.

Os agentes da Polícia Civil descobriram contas de celular superiores a R$ 1,5 mil. “Apreendemos várias contas em nomes de pessoas muito humildes que não tinham condições nenhuma de pagar este valor. Na verdade, eles são apenas laranjas”, afirmou um agente.

A Polícia Civil preferiu não detalhar as informações apreendidas para não atrapalhar o processo investigativo. Informações extra-oficiais dão conta de que uma quadrilha vende os dados cadastrais em pontos de grande movimento na cidade.

A intenção é tentar desmontar toda a organização criminosa. Os policiais ainda não sabem se há ligação entre os dois irmãos presos e a quadrilha responsável pela distribuição das informações cadastrais. Na tarde de ontem, Josiel Francisco foi encaminhado ao Cotel, em Abreu e Lima, no Grande Recife, e Maria Jobebe à Colônia Penal feminina do Recife, no Engenho do Meio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 419 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal