Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/09/2006 - JC OnLine Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF realiza operação Alvará em cinco estados


A Polícia Federal está realizando nesta terça-feira (19) a Operação Alvará nos estados de Pernambuco, Ceará, Pará, Maranhão e Minas Gerais. A operação estaria sendo realizada para prender pessoas acusadas de estelionato, formação de quadrilha, falsificação de documentos públicos, e alterações de processos administrativos. A investigação também envolve o desvio de R$ 980 mil de aposentados. Em Pernambuco a operação já prendeu quatro pessoas.

Nesta manhã, está prestando depoimento na Sede da Polícia Federal (PF), no Cais do Apolo, no bairro do Recife, o advogado José Carlos Robalinho, 59 anos. Uma dona de casa, Marilene Tenório da Silva, 45, também já chegou a sede da PF e presta esclarecimentos. A dona de casa foi presa na própria residência, localizada no Curado III.

A polícia aguarda ainda nesta manhã a chegada do irmão de Marilene, Mauro Basino Tenório, que também teria envolvimento no esquema. Ele foi preso na manhã desta terça-feira (19) no bairro do Cordeiro, no Recife.

O juiz da 2ª Vara Civil do município de Jaboatão dos Guararapes, André Rui Cavalcante Albuquerque, também foi preso e está no Regimento da Cavalaria, no bairro de San Martin, no Recife, onde deve prestar depoimento.

Todos os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Nilton Pereira da 6ª vara de Justiça Federal do estado do Maranhão.

Segundo informações não oficiais, um juiz, de nome não divulgado, teria beneficiado estelionatários com aposentadorias irregulares entre os meses de agosto e setembro de 2005.

Os mandados de prisão são temporários e valem para cinco dias. Ainda não se sabe se os acusados vão ficar presos na sede da Polícia Federal, no Recife, ou no Cotel, em Abreu e Lima. Durante os dias que estiverem presos, os acusados vão prestar esclarecimentos e serão submetidos a exames de corpo delito.

Após os depoimentos será decidido se acusados vão ser transferidos para o Estado do Maranhão, ou ficarão em Pernambuco. O mandado de prisão, porém, pode ser prorrogado por mais cinco dias ou pode ser expedido um mandado de prisão preventiva.

Às 11h haverá uma coletiva com o Tribunal de Justiça de Pernambuco e o Ministério Publico na sede do Tribunal, no Recife, onde serão divulgadas oficialmente as informações das prisões e da Operação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 458 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal