Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/08/2008 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsas corretoras detidas por golpe da casa própria

Por: Bruno Wendel


A tão sonha casa própria tornou-se uma frustração para cerca de 40 pessoas, ontem à tarde, na sede da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), no bairro de Narandiba. Após pagar uma entrada, entre R$3 mil e R$15 mil, os candidatos a um apartamento popular nos bairros de Águas Claras e Costa Azul descobriram que tudo não passava de um golpe, aplicado por duas mulheres, que se apresentavam como pessoas de confiança da presidente da Conder, Maria del Carmen.

Ana Paula Santos Palma e Gilvanda Souza Rodrigues, conhecida como “Vanda”, foram denunciadas pelas vítimas e conduzidas à Delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (Dreof), no Complexo Policial da Baixa do Fiscal, que ficou lotado pelas pessoas lesadas. O delegado José Eduardo de Oliveira, plantonista da especializada, confirmou que tudo não passava de mais um golpe, mas ainda não podia informar a extensão da fraude e se há mais pessoas envolvidas, além de Ana Paula e Gilvanda. Até o fechamento desta edição, as acusadas estavam sendo ouvidas e a presidente da Conder, Maria del Carmen, não tinha sido localizada para comentar o assunto.

De acordo com as vítimas, toda a transação era realizada no salão de beleza de Ana Paula, no subúrbio ferroviário de Alto de Coutos. Os compradores dos imóveis eram informados, através de boca a boca, que duas mulheres facilitavam a aquisição dos imóveis sem comprovação de renda e com entrega imediata mediante o pagamento de uma taxa. Os apartamentos, construídos através de um convênio entre a Conder e a Caixa Econômica Federal, localizam-se no Condomínio Mirante de Águas Claras, em construção na Rua Benedito Jenkis, ou numa outra obra no bairro de Costa Azul.

Os candidatos mais afoitos chegaram a comprar três unidades na mão das duas mulheres. A maioria das vítimas efetuou o pagamento em dezembro e, depois de muita insistência, foi comunicada por Ana Paula e Gilvanda que receberia as chaves ontem à tarde. “Conversei com uma mulher que se apresentou como Maria del Carmen e confirmou a reunião de entrega dos apartamentos”, disse Lúcia de Araújo Santos, 26 anos, que trabalha como auxiliar de consultório odontológico e disse ter desembolsado R$2.500 pelo sinal.

“O meu sonho foi todo por água abaixo”, disse a doméstica Aparecida Guimarães de Souza, 34, que mora de aluguel há nove anos num casebre no bairro da Federação, junto com o marido e os dois filhos pequenos. Para ela, o sonho tornou-se pesadelo. Aparecida diz que entregou o dinheiro às golpistas em dezembro, assim como a maioria das vítimas. “Os R$3.500 que dei a Ana Paula foram de uma vida economizando. E agora? O que vou fazer? O que será de mim e de minha família”? questionou com olhos marejados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 327 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal