Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/08/2008 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

A questão das fraudes nos seguros


O aumento das fraudes é um dos fatores que mais causam prejuízos e tiram o sono de executivos de seguradoras em todo o mundo.
Em junho do ano passado, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) implantou a Circular 344, que estabelece que as seguradoras e entidades abertas de previdência complementar devem criar estruturas de controle interno de combate à fraude e desenvolver estudos na área. “A partir daí, a questão das fraudes passou a receber mais atenção”, afirma Sergio Duque Estrada, responsável pela Diretoria de Proteção ao Seguro da Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg).

De acordo com dados do 5º Ciclo do Sistema de Quantificação da Fraude (SQF), publicação anual divulgada pela Diretoria, só no ano passado, os sinistros suspeitos de fraudes atingiram a marca de R$ 1,55 bilhão, quase 10% do valor total dos sinistros reclamados no período. Em 2006, esse índice foi menor. Foram 7,6%, o equivalente a R$ 1,13 bilhão de um total de R$ 15 bilhões em valor de sinistros reclamados.

Ainda segundo a pesquisa, automóvel, transportes e vida foram os segmentos que mais contribuíram para o aumento do índice geral. Na carteira de auto, a suspeita de fraude atingiu 11,9% no ano passado, contra 9,7% em 2006; a de vida teve uma pequena variação, subindo de 8,1% para 8,2%; e a de transportes foi a que registrou o maior índice de aumento, com um salto de 14,7% para 36,7%.

Duque Estrada diz ainda que o setor já percebeu que todo investimento feito no combate às fraudes tem retorno garantido. “Hoje há mais rigor e mecanismos na apuração de dados sobre o tema”, afirma. Sobre os resultados da pesquisa, ele ressalta que o ramo de automóveis, até mesmo pela demanda, acaba sendo um dos mais vulneráveis no mundo e que cada país ou região tem suas particularidades. “Nos Estados Unidos, por exemplo, os maiores índices de fraudes estão no seguro saúde”, conclui.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 222 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal