Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/09/2006 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação conjunta desbarata quadrilha acusada de fraudes contra aposentados


Um trabalho conjunto realizado entre o Tribunal de Justiça de Pernambuco e o Ministério Público resultou, nesta terça (19), na prisão de três pessoas acusadas de integrarem uma quadrilha que fraudava processos judiciais para realizar saques ilegais da conta de aposentados.

Foram presos André Rui de Andrade Albuquerque, juiz da 1ª Vara Cível de Jaboatão dos Guararapes (atualmente afastado), Davino Mauro Tenório e Rozinaldo Queiroz de Azevedo, ambos empresários. Ao todo, são nove pessoas denunciadas ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), pelo procurador-geral de Justiça em Pernambuco, Francisco Sales. As acusações são de estelionato, falsificação de documento público e particular, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O desembargador do TJPE, Jones Figueiredo, relator do inquérito judicial, foi o responsável pela elaboração da decisão judicial liminar que decretou, além das prisões preventivas, o seqüestro de bens e mandado de busca e apreensão de documentos dos acusados.

A FRAUDE - De acordo com o relator do inquérito judical, Jonas Figueiredo, Iran Vitoriano Silva, um dos integrantes da quadrilha, é autor de uma ação que pedia o arresto (providência cautelar que consiste na apreensão judicial de bens não litigiosos do possível devedor) de valores para garantia de supostas dívidas cobradas aos aposentados Arthur Kastrup (falecido há cerca de dez anos) e Ismil Sinder. O juiz afastado André Rui de Andrade Albuquerque deferia liminares fraudulentas autorizando a operação. Ao todo, foram sacados R$ 210 mil e R$ 780 mil das contas de Arthur Kastrup e Ismil Sinder, respectivamente. Além deles, são acusados de fazer parte do esquema o advogado Jorge Rodrigues de Oliveira e o administrador Leonardo Gouvêia da Silva, ambos do Rio de Janeiro; os oficiais de Justiça do Maranhão Mário Lúcio Ferreira e Moacir Monroe Ferreira.

POLÍCIA FEDERAL - Numa ação paralela, a Polícia Federal realizou nesta terça-feira (19) a Operação Alvará nos estados de Pernambuco, Ceará, Pará, Maranhão e Minas Gerais. O objetivo é reprimir a quadrilha especializada em fraudar processos judiciais, envolvendo juízes, advogados, servidores públicos estaduais e empresários. Na sede da Polícia Federal estão presos o advogado José Carlos Robalinho, 59 anos, e a dona de casa Marilene Tenório da Silva (irmã de Davino), 45.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1156 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal